Conecte-se connosco

Coimbra

Câmara investe 1 milhão para requalificar mais três ruas da Baixa de Coimbra

Publicado

em

A Câmara Municipal (CM) de Coimbra vai requalificar as ruas João Machado, Manuel Rodrigues e Rosa Falcão, na Baixa da cidade, bem próximas da rua da Sofia, classificada como Património Mundial pela UNESCO. A obra, que representa um investimento de um milhão de euros, foi ontem consignada pelo presidente da autarquia, Manuel Machado, e entregue à empresa Embeiral – Engenharia e Construção, S. A., que venceu o concurso público. Esta intervenção está incluída no Plano de Ação de Regeneração Urbana (PARU) do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) de Coimbra e visa melhorar a mobilidade pedonal e rodoviária, remodelar as infraestruturas do subsolo e a iluminação pública.

A CM Coimbra continua a requalificar diversos locais do coração da cidade. A empreitada nas ruas João Machado, Manuel Rodrigues e Rosa Falcão avança agora, num investimento de 1.090.507,04 euros (IVA incluído), incluído no PEDU de Coimbra.

O presidente da autarquia, Manuel Machado, destaca a constante melhoria do espaço público que a Câmara tem promovido, realçando que “é importante qualificar a zona Património Mundial da Humanidade”.

Manuel Machado salientou que este trabalho foi produzido pelos técnicos municipais da CM Coimbra. “Vem ao encontro daquilo que é expectável numa autarquia: ter capacidade própria de empreender e de fazer investimentos com qualidade, com atenção e feito com amor”, concluiu.

Esta obra contempla a requalificação do espaço público, nomeadamente no que diz respeito à mobilidade pedonal e condições de circulação, estando previsto, para isso, o recurso à aplicação de materiais mais adequados na pavimentação dos espaços.

O betuminoso vai dar lugar a lajeado de granito para potenciar uma redução da velocidade de circulação dos automóveis, aumentando assim também a segurança dos peões. Nos passeios vai ser aplicada calçadinha de calcário em substituição da calçada grossa existente, o que trará uma sensação muito maior de conforto e garantirá uma maior regularidade nos pavimentos pedonais.

A estética foi também uma das preocupações do projeto, uma vez que estas vias estão muito próximas da rua da Sofia, classificada como Património Mundial da UNESCO. Assim, vai ser dada continuidade aos pavimentos pedonais da Sofia onde existe calçadinha pequena branca e preta com estereotomia de linhas paralelas e perpendiculares. Executando esta continuidade, “a sensação de harmonia urbana sairá prolongada e enriquecida”, explicou o arquiteto municipal José Martins.

As infraestruturas do subsolo vão ser também remodeladas, designadamente de distribuição de água e de drenagem de águas residuais domésticas e pluviais, bem como infraestruturas elétricas, de iluminação pública e de telecomunicações.

A requalificação destes espaços são também um incentivo à revitalização e valorização do edificado, que contribuirá para uma diversidade social, económica e ambiental, tal como tem acontecido noutros lugares da cidade.

Recorde-se, então, que a CM Coimbra tem em curso ou concluídas várias obras de requalificação para valorizar a Baixa da cidade. Desde logo, as empreitadas de requalificação do Terreiro da Erva (545.000€); da Praça do Comércio (558.000 euros); do espaço público na margem direita do rio Mondego (10M€), entre a Ponte de Santa Clara e o Açude-Ponte de Coimbra; e da Rua Direita e da Rua da Nogueira (540.000 euros).

A CM Coimbra reabilitou também dois imóveis localizados em plena Baixa da cidade (460.000 euros). A reabilitação do edifício da Rua da Louça, 85-60, é destinado à habitação, enquanto o edifício com fachada para a Rua Ferreira Borges, 18 a 24, e para a Praça do Comércio, 65 e 67, é destinado à instalação de serviços municipais.

No mesmo sentido, recorde-se a autarquia decidiu exercer o direito de preferência na transação do prédio urbano sito nos números 1 e 3 do Largo do Poço, onde está instalado o Salão Brazil e o Jazz ao Centro Clube; e decidiu também exercer o direito de preferência na aquisição do prédio urbano sito nos números 74 a 80 da Rua da Sofia, zona Património Mundial da UNESCO, com o objetivo de abrir uma passagem pedonal, através deste edifício, até ao Pátio de S. Bernardo, retomando a sua forma de origem. A abertura deste atravessamento, denominado “Porta da Bica”, está previsto no Ante-Plano de Pormenor da Encosta Rua da Sofia – Rua de Aveiro, de 1997, mas as circunstâncias só agora se alinharam para ser possível a aquisição do imóvel.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com