Coimbra

 Câmara de Coimbra apoia reconstrução do Hospital da Beira com 100 mil euros

Notícias de Coimbra | 5 anos atrás em 20-08-2019

A Câmara de Coimbra aprovou na segunda-feira o texto de um protocolo a assinar com uma organização não-governamental para o desenvolvimento (ONGD) para apoiar com 100 mil euros a reconstrução do Hospital da Beira, em Moçambique.

PUBLICIDADE

O município da Beira está geminado com Coimbra desde 1997 e a comparticipação financeira da autarquia portuguesa é “exclusivamente para suportar encargos referentes à reconstrução urgente” do hospital da cidade que em março “foi tragicamente afetada” pelo ciclone Idai.

PUBLICIDADE

Então, a Câmara de Coimbra “disponibilizou-se para recolher bens alimentares e de primeira necessidade para ajudar o povo de Moçambique, em particular da Beira, tendo em conta o comunicado da Embaixada da República de Moçambique, em Lisboa, e as necessidades imediatas determinadas” pelo Governo deste país africano.

“Agora, a autarquia pretende continuar a contribuir ativamente para atenuar as dificuldades que esta calamidade provocou na província de Sofala, nomeadamente contribuindo financeiramente para as operações de reconstrução em curso”, segundo um documento da câmara divulgado aos jornalistas, na sessão quinzenal do executivo, em que a proposta foi aprovada por unanimidade.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O protocolo de apoio vai ser celebrado com a associação de direito privado e sem fins lucrativos Health 4 Moz, uma ONGD com “um reconhecido e meritório trabalho de terreno desenvolvido” em Moçambique, onde se encontra envolvida em diferentes realizações e “projetos de assistência humanitária nas áreas da saúde, incluindo ações de formação, assistência médica, medicamentosa e alimentar e capacitação do pessoal médico local”, realça a nota.

O Idai afetou pelo menos 2,8 milhões de pessoas em três países de África: Moçambique, Zimbabué e Maláui.

A área submersa em Moçambique chegou a rondar 1.300 quilómetros quadrados, segundo estimativas de organizações internacionais, e a cidade da Beira, no centro litoral da antiga colónia portuguesa, “foi uma das mais afetadas pelo ciclone”, em 14 de março.

A reabilitação do Hospital da Beira, através da Health 4 Moz, “priorizando o bloco operatório, face à necessidade de resposta na procura de serviços cirúrgicos”, foi autorizada pelo Ministério da Saúde do Governo de Moçambique.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE