Conecte-se connosco

Coimbra

Caloiros “seduzidos” nos primeiros dias de matrículas (com vídeos)

Publicado

em

Até dia 1 de outubro, milhares de caloiros vão chegar à cidade dos estudantes para entrar numa nova etapa e ingressar no ensino superior. As matrículas para os alunos do primeiro ano da Universidade de Coimbra (UC) arrancaram ontem e vão continuar até ao início do próximo mês. À chegada, os “futuros inquilinos” de Coimbra são bombardeados com informações sobre praxe, tradições académicas, alojamento e até sobre a dinâmica da cidade dividida pelo Mondego. Praxantes, pessoas anti praxe, membros de Repúblicas, Tertúlias ou Núcleos tentam “vender o seu peixe” e “conquistar” os novos alunos.
Foram colocados na UC, na 1.ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior de 2021/22 (CNAES), 3341 estudantes. As matrículas estão a ser feitas, presencialmente, todos os dias desta semana, no Pavilhão 1 do Estádio Universitário de Coimbra. Muitos estudantes já foram recebidos por doutores, serviços académicos e ao som de tunas.
Presencialmente, as matrículas decorrem entre as 9:00 e as 17:00 (com interrupção entre as 13:00 e as 14:00 para higienização do espaço). Podem também ser feitas online em https://matriculas.uc.pt/.
Fonte da UC explicou ao Notícias de Coimbra que os estudantes que optem pela via presencial “devem fazer o agendamento do horário da matrícula através de uma plataforma online criada para o efeito”.  A cada dia têm atendimento prioritário os estudantes com nomes iniciados por determinadas letras. O dia 27, foi dedicada aos alunos com as iniciais do nome A e B. Hoje foi a vez dos nomes começados por C e até à letra F.
Tal como estabelecido pela instituição de ensino conimbricense, os caloiros Daniel Paciência e Eduardo Pereira matricularam-se hoje e explicaram como foi o processo. “Rápido” e misturado com muito entusiasmo, foi assim que o descreveram. Daniel vem de Aveiro e pediu transferência do curso de Administração para Direito.
Já Eduardo vem do Norte do país, mais concretamente de Vila Nova de Cerveira, em Viana da Castelo, para estudar Engenharia Informática, curso no qual já está matriculado na UC.
A inscrição presencial exige um agendamento prévio no site da UC, com a leitura feita no Estádio Universitário através da leitura de um QR code e os futuros alunos, em blocos de 15, vão percorrer um circuito. Este trajeto delineado está previsto para “responder às necessidades específicas de cada caloiro (requerimento de bolsa ou de residência universitária, por exemplo).
Posteriormente os alunos são encaminhados para umas tendas no exterior onde ficam a conhecer melhor a aplicação SASUC Go, onde podem criar ou não conta no Santander e é claro a Associação Académica de Coimbra (AAC) que oferece brindes aos novos “inquilinos de Coimbra”.
A quase “recém-nascida” app SASUC Go (conta com apenas dois anos) permite diversas funcionalidades aos estudantes, entre elas a aquisição de refeições, o carregamento da conta cartão UC, a identificação dos estudantes e ainda a transferência de saldo entre utentes.
A receber os caloiros esteve também Bernardo Correia, do coletivo Criatividade, que falou das missões do coletivo, criado há cerca de sete anos, que passam por oferecer “um modo de integração alternativo à praxe que visa dar conhecer Coimbra por lentes não hierárquicas e fora dos rituais de praxe”, conforme explicou.
O Criatividade “materializou-se” em festival e conta com uma programação diversa e de entrada gratuita que vai decorrer entre os dias 6 e 28 de outubro.
Quem também quis receber os caloiros “com pompa e circunstância” e informá-los sobre a mais histórica e académica “modalidade de alojamento” em Coimbra, foram Edgar Abreu e Ricardo Lourenço, ambos moradores em duas das Repúblicas da cidade, nomeadamente “Ay-Ó-linda” e “República da Praça”.
Na quarta, dia 29, são os alunos com nomes começados por G e até K a matricularem-se, no dia seguinte (quinta-feira, 30) de L a M e no último dia, 1 de outubro, de N a Z.
“Não é preciso vir com antecedência para ser atendido. Basta estar no local até 10 minutos antes da hora marcada. Os estudantes devem aguardar a vez na zona de espera, fora dos portões do Estádio”, esclarece a instituição.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade