Conecte-se connosco

Coimbra

Cabazes da Caritas aquecem o Natal de 200 famílias (com vídeos)

Publicado

em

Bacalhau, batatas, legumes, abóbora para as filhoses, açúcar, farinha e até presentes para as crianças, fazem parte dos cabazes de Natal que estão a ser preparados pela Cáritas Diocesana de Coimbra. Na próxima semana serão entregues a 200 famílias já sinalizadas pela instituição.

A iniciativa “Natal Solidário” vai já na 10ª edição e tem ajudado cada vez mais pessoas. “Este ano são 200 famílias da diocese de Coimbra e damos prioridade sobretudo às que têm crianças”, explica Ana Paula Cordeiro, coordenadora do Centro de Apoio Social da Caritas Diocesana de Coimbra.

“Quisemos fazer um cabaz mais natalício, consideramos que é recheado, embora não seja muitas das vezes suficiente, mas é o que conseguimos angariar proporcionar um natal diferente a estas famílias que muitas não tem possibilidade de comprar um bacalhau e um bolo rei”, adianta a responsável.

Os cabazes vão ser entregues na terça e quarta-feira (dias 21 e 22) da próxima semana, mas o trabalho já começou no mês passado. “Em novembro começamos a desafiar as empresas, os nossos fornecedores, que são extremamente generosos, as paróquias, as comunidades com quem trabalhamos e também a sociedade civil”, conta Ana Paula, sublinhando que a ajuda é prestada “ao longo de todo o ano”.

Os produtos têm estado a ser separados e acondicionados ao longo das últimas semanas, Enquanto ensaca fruta fresca da época, Filipe Alves, funcionário da Caritas, explica que aos trabalhadores da instituição se juntam nesta tarefa “voluntários que também já precisaram em algum momento e que se dedicam de alma e coração a este trabalho”.

Ao longo do último ano e meio, por força da pandemia, sustenta Ana Paula Cordeiro, a Caritas deparou-se com pedidos de ajuda mais prolongados. “Temos famílias que apoiamos há mais de um ano porque não conseguem sair desta situação difícil de grande precariedade laboral, além de que o número de famílias migrantes apoiadas também aumentou muito”.

Filipe Alves nota que neste último ano, surgiram mais famílias que pela primeira vez estão a pedir ajuda. “Nós com toda a hombridade e humanismo possível tentamos ajudar”, garante, destacando o papel fundamental de todos os que apoiam a Caritas, “desde as empresas às pessoas que têm hortas e doam os seus produtos”.

 

Veja o direto NDC com a preparação dos cabazes:

Veja o direto NDC com Ana Paula Cordeiro, coordenadora da Caritas:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com