Conecte-se connosco

Mundo

Blocos de rua pressionam para comemorar o Carnaval na maior cidade do Brasil

Publicado

em

Os blocos de Carnaval de rua da cidade brasileira de São Paulo aumentaram a pressão sobre as autoridades locais para desfilar em abril, depois de os festejos carnavalescos terem sido cancelados devido à pandemia de covid-19.

Várias associações defenderam num manifesto a celebração do Carnaval de rua depois do evento ter sido suspenso em fevereiro passado, pelo segundo ano consecutivo, devido ao aumento de casos de covid-19, doença que já causou mais de 660 mil mortos e 30 milhões de infeções no país.

As associações, que esperam arrastar milhares de pessoas para as ruas da cidade, a maior do Brasil, entre os dias 21 e 24 de abril, argumentaram que durante os dois anos da pandemia elas cumpriram a sua “responsabilidade coletiva” e não saíram às ruas, seguindo as orientações das autoridades.

O manifesto também destacou que as autoridades já permitiram a celebração de diversos eventos de massa e lembrou que está previsto que as escolas de samba desfilem no Sambódromo nas mesmas datas.

“Atualmente, o cenário sanitário parece promissor e estável. Festivais, campeonatos desportivos, eventos religiosos e empresariais estão acontecendo normalmente”, defende o comunicado.

O Brasil, um dos países do mundo mais atingidos pelo coronavírus vive uma relativa estabilidade no número de infeções após atingir números recordes em fevereiro devido ao avanço da variante ómicron.

O governo de São Paulo, o estado mais populoso do Brasil, eliminou em março a maioria das restrições impostas para evitar a proliferação da covid-19 e autorizou o fim da máscara em espaços públicos e fechados, com exceção de transporte público e locais onde são fornecidos serviços de saúde.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link