Conecte-se connosco

Autárquicas

Bernardo Reis é o candidato da CDU à Câmara da Figueira da Foz

Publicado

em

O oficial de justiça Bernardo Reis, 58 anos, é a aposta da Coligação Democrática Unitária (CDU) para a Câmara Municipal da Figueira da Foz, no distrito de Coimbra, disse hoje à agência Lusa fonte partidária.

Natural do Porto, militante do PCP e delegado sindical, Bernardo Reis é escrivão de Direito na Secção Criminal do Tribunal da Figueira da Foz, cidade onde reside há 24 anos, na freguesia de Tavarede.

De acordo com Vladimiro Vale, da Direção Regional de Coimbra (DORC) do PCP, Bernardo Reis é uma “estreia” como primeiro candidato ao executivo municipal do concelho litoral do distrito de Coimbra, onde o partido há muito ambiciona reeleger um vereador, o que não sucede desde 1985.

Em 2005, a coligação entre PCP e PEV ficou a poucas dezenas de votos de conseguir um mandato na Câmara Municipal, mas, daí para cá, não voltou a repetir esse resultado eleitoral.

Numa declaração publicada na página internet da DORC do PCP, Bernardo Reis afirma que a candidatura à Câmara Municipal “tem como principal objetivo a eleição de, pelo menos, um vereador”, por forma à CDU poder “alterar o bloco de interesses constituído pelo PSD e PS que governaram e governam” o município desde 1976.

“Queremos ser uma alternativa credível e com futuro para o desenvolvimento harmonioso e sustentável do nosso concelho e para a melhoria das condições de vida das pessoas que aqui nasceram, habitam, trabalham ou vivem”, argumenta o candidato da CDU.

No texto, Bernardo Reis acrescenta que a “sensação” que lhe é transmitida pela “grande maioria” das pessoas com que contacta “quer a nível pessoal, quer profissional” é a de uma cidade e concelho “amorfos, com perda de influência e importância, quer no panorama nacional, quer regional”.

O executivo municipal da Figueira da Foz é liderado pelo PS (seis mandatos) contra três do PSD, sendo que o partido retirou a confiança política a dois dos seus vereadores.

O atual presidente Carlos Monteiro – que, em 2019, substituiu no cargo João Ataíde, que foi para o Governo, vindo a falecer a 2020, quando era deputado – candidata-se pelo PS às eleições agendadas para 26 de setembro, enquanto o PSD aposta em Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

Pedro Santana Lopes, que presidiu à autarquia da Figueira da Foz entre 1998 e 2001, eleito pelo PSD, é de novo candidato, desta vez pelo movimento independente Figueira A Primeira.

A exemplo de 2017 o CDS-PP candidata Miguel Mattos Chaves, enquanto o Chega, numa fotografia publicada, em maio, na rede social Facebook e sem mais informações, anunciou João Paulo Domingues.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com