Conecte-se connosco

Política

Autárquicas: Paulo Silva é o candidato do PSD à Câmara de Miranda do Corvo

Publicado

em

O bancário Paulo Silva é o candidato do PSD à presidência da Câmara de Miranda do Corvo nas próximas eleições autárquicas, anunciou hoje o partido.

Em comunicado, a Comissão Política da Secção de Miranda do Corvo do PSD informa que Paulo Fernando Costa Silva, de 55 anos, “foi a primeira opção da estrutura local, sendo unânime a sua indicação por parte dos militantes e simpatizantes ouvidos neste processo”.

Por indicação do PSD local, o nome deste trabalhador da Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo deverá ser hoje aprovado pela Comissão Política Nacional “para liderar a candidatura social-democrata à Câmara Municipal de Miranda do Corvo”, no distrito de Coimbra.

“Esta escolha é o culminar de um trabalho de vários meses de auscultação de militantes e muitos elementos da sociedade mirandense”, segundo o líder concelhio do partido, Horácio Santos, que subscreve a nota.

Profissional “reconhecidamente competente”, a agência local do Crédito Agrícola, da qual Paulo Silva é gerente há 15 anos, “tem sido apontada de forma recorrente como um exemplo a nível regional e nacional, fruto das suas capacidades de gestão e dedicação”, adianta.

“As três décadas de experiência profissional em Miranda do Corvo conferem-lhe um conhecimento profundo da realidade local, nomeadamente do meio empresarial e comercial, obtido através do contacto direto com as pessoas. O seu espírito afável e comunicativo desbloqueia problemas e encontra soluções”, destaca.

A nível associativo, o candidato “teve ligações a várias coletividades”, designadamente como atleta do Clube Atlético Mirandense, que representou em várias épocas.

“Ainda hoje veste a camisola do Núcleo de Veteranos do clube, do qual também é dirigente. Esteve igualmente ligado aos Bombeiros Voluntários”, de acordo com o comunicado.

O PSD afirma que o concelho de Miranda do Corvo “está a terminar um período de oito anos de imensa estagnação, falta de ideias, falta de dinamismo e distanciamento entre o poder e as pessoas”, com o PS a cumprir o segundo mandato no poder.

“O agora candidato propõe-se a mudar este estado de coisas, apostando na proximidade, na transparência, na união de esforços e num dinamismo que se impõe para recolocar Miranda no caminho do desenvolvimento”, acrescenta.

O programa eleitoral, “a apresentar oportunamente”, será assente em três eixos principais: “Apoio a empresários, comerciantes e empreendedores, que conduza à atração e fixação de empresas, gerando postos de trabalho”; “incremento da qualidade de vida das famílias, através da criação e melhoria de equipamentos”; e “aposta no turismo, unindo esforços com concelhos vizinhos e outras entidades para uma verdadeira promoção de Miranda do Corvo”.

“A aposta passará também pela construção de infraestruturas básicas, como o saneamento que foi completamente esquecido”, realça o partido, segundo o qual “também as acessibilidades irão merecer grande atenção”.

No atual executivo municipal, presidido pelo socialista Miguel Baptista, o PS detém quatro mandatos e o PSD três.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade