Conecte-se connosco

Região

Autárquicas: Candidato do PS Mário Garcia quer combater desertificação em Góis

Publicado

em

O desenvolvimento económico e o combate à desertificação são prioridades da candidatura de Mário Barata Garcia, do PS, à presidência da Câmara Municipal de Góis nas eleições autárquicas deste ano.

“O desenvolvimento vai ser central. Precisamos de atrair famílias e empresas”, disse hoje o candidato à agência Lusa, realçando a necessidade de “criar um ambiente agradável para as pessoas poderem viver” neste município do interior do distrito de Coimbra.

Mário Garcia, de 65 anos, professor de História no ensino secundário, exerce o cargo de vice-presidente do executivo municipal de Góis, liderado pela socialista Maria de Lurdes Castanheira, que cumpre o terceiro e último mandato.

O candidato defende também investimentos ao nível das acessibilidades, telecomunicações, saúde e educação, entre outras áreas, para dar resposta a “uma vida mais exigente” da atual sociedade e evitar que as pessoas continuem “a fugir para os grandes centros” urbanos.

A escolha do candidato à Câmara de Góis nas próximas autárquicas foi aprovada, por maioria, em reunião da Comissão Política Concelhia do PS, realizada no sábado, e ratificada pela Federação Distrital de Coimbra, liderada por Nuno Moita, presidente do município de Condeixa-a-Nova.

“Mário Barata Garcia trabalhou desde sempre ao serviço das pessoas, colocando o seu conhecimento de gestão pública e a sua experiência autárquica, uma vez mais, à disposição do concelho e dos goienses”, refere a estrutura local do partido.

Em comunicado, salienta que “a competência social e a intuição organizacional exercem um enorme impacto no desempenho e na dinâmica de uma liderança eficaz”.

“A aptidão para agir com honestidade e integridade, de um modo fiável e flexível, transporta inequivocamente para a melhoria da estrutura autárquica, bem como permite dar continuidade ao legado do PS”, acrescenta.

Mário Garcia encara a candidatura “com forte espírito de missão, posicionando-se uma vez mais, com experiência, persistência e determinação ao serviço público da comunidade”.

“A participação neste processo é essencial para que juntos consigamos, de forma construtiva, atingir o objetivo central que é o de assegurar mais desenvolvimento para o concelho”, sublinha o candidato, citado na nota.

Nos 12 atos eleitorais realizados desde as primeiras autárquicas, em 1976, o PS conquistou 11 vezes a Câmara de Góis, enquanto o PSD venceu apenas uma, em 1979, elegendo Victor Dias para a presidência.

Composto por cinco lugares, o atual executivo inclui dois eleitos do PS, dois do Grupo de Cidadãos Eleitores Independentes por Góis e um do PSD, Rui Sampaio, já anunciado como candidato deste partido nestas eleições.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade