Conecte-se connosco

Autárquicas

Autárquicas: Candidata da CDU a Penela quer mudar políticas de desenvolvimento

Publicado

em

A candidata da CDU à Câmara Municipal Penela, Graça Pedrosa, pretende inverter as atuais políticas de desenvolvimento do concelho, que, em seu entender, não fixam população nem aproveitam as potencialidades daquele território.

“Entendemos que é possível mudar as políticas de desenvolvimento, tendo em conta uma grande preocupação com a desertificação do concelho, que se agrava cada vez mais”, disse à agência Lusa a professora do 1.º ciclo aposentada, que repete a candidatura de há quatro anos àquele município do distrito de Coimbra.

A antiga docente, de 64 anos, que é dirigente sindical desde o 25 de abril de 1974, realça que o modelo de governação do concelho não assenta nas características da população e do território, sendo desenvolvimento “sem ouvir o povo”.

Salientando que “há projetos e planos que não trazem mais-valia nenhuma”, a candidata questiona a validade de projetos como o “Smart Rural 21 ou um rebanho comunitário monitorizado por internautas”.

“Isto é alguma coisa”, enfatiza Graça Pedrosa, lamentando que o executivo social-democrata que gere a Câmara “fala muito em inovação e empreendedorismo, mas as empresas que se têm instalado na zona industrial são de construção civil”.

A candidata da CDU frisa que o concelho de Penela tem características agrícolas e florestais importantes para se “criar uma economia sustentada”, mas que essas potencialidades não têm sido aproveitadas.

“A CDU irá fazer uma aposta na ligação junto das populações e com elas procurar novas políticas de desenvolvimento e defendê-las junto do poder central”, sublinhou.

Graça Pedrosa destaca também a aposta em políticas que fixem as pessoas, através da criação de condições de mobilidade, de habitação e fomento da atividade desportiva e cultural.

O município de Penela, com 5.443 habitantes, segundo os resultados preliminares dos Censos 2021, é governado pelo PSD desde as primeiras eleições autárquicas de 1976.

O atual executivo camarário é formado por quatro eleitos do PSD e um do PS.

Além de Graça Pedrosa, concorrem à presidência da Câmara de Penela, Rui Seoane (PSD) e Eduardo Santos (PS).

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade