Portugal

“Ato criminoso” em Lisboa. António Costa manifesta pesar à comunidade ismaelita

Notícias de Coimbra | 1 ano atrás em 28-03-2023

O primeiro-ministro manifestou hoje pesar pelas duas vítimas mortais na sequência de um ataque no Centro Ismaelita de Lisboa, elogiou a rápida intervenção da PSP e considerou prematuro antecipar motivações “deste ato criminoso”.

PUBLICIDADE

Duas pessoas morreram hoje de manhã no Centro Ismaelita em Lisboa após um ataque com uma arma branca e o suspeito foi detido, disse à agência Lusa fonte policial. A mesma fonte avançou que a situação está atualmente controlada.

Em declarações aos jornalistas momentos antes de discursar nas Jornadas Parlamentares do PS, em Tomar, distrito de Santarém, António Costa expressou à comunidade ismaelita, às famílias das vítimas, a sua solidariedade e pesar.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Quero registar a pronta intervenção da PSP, que permitiu a detenção do suspeito que está, neste momento, no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, recebendo cuidados médicos. É obviamente prematuro fazer qualquer interpretação sobre as motivações deste ato criminoso. Devemos aguardar que as autoridades procedam às necessárias investigações”, frisou o primeiro-ministro.

PUBLICIDADE

Interrogado sobre se dispõe de alguma informação acerca das motivações deste ato, António Costa respondeu que não e insistiu que “é prematuro”.

“Já tive a oportunidade de falar com o doutor Nazim Ahmad, que me deu uma explicação, mas, naturalmente, cabe às autoridades fazer agora a investigação e a caracterização. Qualquer que seja a motivação, estamos perante duas vidas que se perderam, o que é sempre trágico”, apontou.

Nazim Ahmad é o representante da comunidade ismaelita em Lisboa.

Além de manifestar solidariedade face à comunidade ismaelita, o líder do executivo salientou também “a pronta intervenção da PSP”.

“Procedeu imediatamente à detenção do suspeito, que, tendo sido baleado, está neste momento a receber cuidados médicos no Hospital de Santa Maria. Esperamos também com desfecho positivo”, observou.

“Vamos aguardar. Até agora, tudo indica que foi um ato isolado. Mas não nos vamos antecipar ao trabalho das autoridades. Este é o momento de recolhimento, de pesar pela perda de duas vidas humanas e de expressar solidariedade à comunidade. Devemos também desejar que a intervenção dos cuidados médicos possa assegurar a recuperação do suspeito para que possa ser devidamente submetido à justiça”, acrescentou.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE