Conecte-se connosco

Destaque

Associação da Hotelaria de Portugal refere que quase metade das reservas foram canceladas em 2020

Publicado

em

Quase metade das reservas na hotelaria foram canceladas no ano passado, em média a nível nacional, sobretudo no segundo trimestre, quando os cancelamentos subiram para 60% a 100%, segundo um inquérito da Associação da Hotelaria de Portugal (AHP), hoje divulgado.

De acordo com o inquérito “Balanço 2020 & Perspetivas 2021”, hoje apresentado aos jornalistas pela presidente executiva da AHP, Cristina Siza Vieira, a média nacional de cancelamentos de reservas na hotelaria foi de 48% no ano passado.

“O grosso dos cancelamentos ocorreu no segundo trimestre, com o primeiro confinamento a bater-nos forte”, período no qual 80% dos inquiridos disse ter tido cancelamentos entre os 60% e os 100%.

Por regiões, naquele período Lisboa foi a mais afetada pelos cancelamentos, bem como a Região Autónoma da Madeira e o Centro.

“Os cancelamentos são muito sérios e os que não são cancelados, são reservas no papel, porque são reembolsáveis”, disse Cristina Siza Vieira.

Segundo os dados recolhidos pela AHP, em 2020 61% dos clientes da hotelaria optou por fazer reservas reembolsáveis.

A responsável sublinhou que “o tempo das reservas ‘non-refundable’ [não reembolsáveis], para já, está metido no congelador, ou terminou”, o que significa que, mesmo quando as reservas são sinalizadas, os hotéis não podem contar com o valor correspondente, que podem vir a ter de devolver.

“Isto dá uma instabilidade brutal, quer na operação, […] quer na tesouraria”, salientou a presidente executiva da associação.

Segundo um inquérito realizado pela AHP em abril, até àquele momento, a maioria das reservas foram canceladas com reagendamento para outra data, ou com a emissão de um ‘voucher’ com validade de um ano.

No entanto, em abril saiu a chamada lei dos ‘vouchers’, que determinou que não podia ser imposta aos clientes da hotelaria a aceitação de um vale, em vez do reembolso.

O inquérito foi realizado entre 04 e 28 de fevereiro, pelo Gabinete de Estudos e Estatística da AHP, junto dos empreendimentos turísticos associados e aderentes ao AHP Tourism Monitors, de todas as regiões do país.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com