Conecte-se connosco

Coimbra

“Arroz Doce e Jeropiga um casamento perfeito” (com vídeos)

Publicado

em

“Arroz Doce e Jeropiga casa muito bem” e a prova disso é a sobremesa que a Confraria do Arroz-Doce promoveu no seu primeiro capítulo: tarte de arroz doce com merengue de jeropiga e “resultou muito bem”, disse, ao Notícias de Coimbra, Dora Caetano.

Já passou um ano, mas ficou “a prova que resulta e que fica delicioso”, afirma a presidente da Confraria, que esta quarta-feira, assinala o seu terceiro aniversário, juntando cerca de três dezenas de associados e familiares, em Rio de Galinhas, Almalaguês.

A madrinha não faltou, é a Confraria dos Amigos da Geropiga de Moinhos e Arredores, que conta com 17 anos de existência, com a promessa “caminharem juntas” para promover os dois produtos.

A Confraria do Arroz-Doce foi criada no dia 27 de setembro de 2019, com sede no concelho de Coimbra, assume-se de âmbito nacional, tendo “como objeto a defesa e preservação de todas as receitas de Arroz-Doce, de norte a sul do país”, enfatiza Dora Caetano, fazendo um balanço positivo destes três anos de atividade.

Conta com “20 confrades” e prima pela “investigação e promoção do arroz-doce, enquanto sobremesa presente nas mais diversas mesas e festividades portuguesas”.

“Gastronomia, Cultura e Investigação” são as três palavras associadas à  Confraria do Arroz-Doce. Dora Caetano manifesta o desejo de “colocar o conhecimento ao serviço da sociedade”, principalmente com os jovens.

A atual direção quer “atrair mais associados”, frisa a líder.

 Veja os diretos NDC:

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com