Desporto

Arrendatários processam senhorio do Estádio

Notícias de Coimbra | 10 anos atrás em 15-05-2014

A forma sui generis e pessoalizada como José Eduardo Simões administra as áreas comerciais e de serviços do Estádio que a Câmara Municipal de Coimbra cedeu à Associação Académica de Coimbra – Organismo Autónomo de Futebol não é do agrado da maioria dos arrendatários.

PUBLICIDADE

Responsáveis de empresas que saíram ou ainda estão no espaço do município gerido pela Briosa queixam-se de falta de segurança no complexo, exigem obras de reparação dos espaços e uma adaptação à conjuntura actual do valor pago pelo direito de superfície ocupado pelas suas empresas.

NDC teve a acesso a documentos onde é possível constatar que  existem empresas a processar a AAC/OAF, exigindo  indemnizações no valor de milhares de Euros, o que não são boas referências para quem, como é o caso de JES, diz que pessoalmente vive de rendimentos imobiliários.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Recordamos que a ISA, considerada a empresa-âncora do Estádio Cidade de Coimbra que JES rebaptizou de EFAPEL, abandonou recentemente o local para se instalar no TecBiz,  do IPN.

PUBLICIDADE

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE