Vamos

Aqui tem direito a “vestir-se” com trajes medievais

Notícias de Coimbra | 1 mês atrás em 21-05-2024

A Câmara de Pinhel, no distrito da Guarda, realiza de 31 de maio a 02 de junho a Feira Medieval para dar a conhecer a história do concelho durante o reinado de D. João II.

PUBLICIDADE

“Queremos dar a conhecer, aos pinhelenses e a quem nos visita, a história do concelho. Pinhel sempre foi um grande defensor daquilo que era o território português e muito ligado ao rei de Portugal. O que fazemos em Pinhel é sempre retratar aquilo que possivelmente se passou”, referiu à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Pinhel, Rui Ventura.

A Feira de Pinhel regressa depois da edição de 2022, após a autarquia ter optado por realizar o evento de dois em dois anos, tendo em conta o investimento e para evitar cansaço do público.

PUBLICIDADE

“Estamos a falar de algum investimento que é feito com muita qualidade e também porque a história repete-se e não queremos que as pessoas se cansem. Queremos é que as pessoas desfrutem da história e possam vir a Pinhel durante esse fim de semana”, sublinhou.

Rui Ventura assinalou que o evento exige cerca de 10 mil fatos para que as pessoas possam estar trajadas a rigor, envolve 15 a 20 tasquinhas, espaços para todas as freguesias do concelho, a falcoaria e os vários espetáculos.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

“Estamos também a falar de uma animação regular que percorre a feira de meia em meia hora. É um investimento muito grande que fazemos sempre com muita qualidade, dando dignidade àquilo que foi a história de Pinhel”.

A Feira Medieval deste ano é dedicada a D. João II, monarca responsável pela Carta Régia concedida aos moradores de Pinhel a 25 de agosto de 1485 e ao qual se ficou a dever também a instalação das Tercenas na então vila.

O presidente da Câmara de Pinhel destacou um espaço para os mais novos com jogos medievais, também como forma de assinalar o Dia Mundial da Criança, e as diversas encenações que retratam a história da época.

“O que nós fazemos sempre é uma pesquisa através do nosso historiador daquilo que se passou à época e tentamos retratar essa história. Fica a curiosidade e não quero estar a desvendar porque é importante as pessoas virem a Pinhel desfrutar e procurar os momentos de espetáculo”, apontou Rui Ventura.

O programa inclui um mercado medieval, cortejos, torneios a cavalo, música, dança, teatro, artes circenses e espetáculos de fogo. Haverá também atuações de palco com grupos como os Solveig, Manuk, Loba Parda, Sirigoça, Mossiço X e Loba Galharda.

Estão programadas visitas ao edifício das Tercenas (fábrica dos tiros instalada em Pinhel, em 1488, por ordem de D. João II) e os voos do falcão. Haverá também a Ceia Medieval, a realizar junto à Igreja de São Luís, com participação sujeita a inscrição prévia.

A Feira tem início no dia 31 de maio (uma sexta-feira), pelas 14:30, com um cortejo que conta com a participação da comunidade escolar.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE