Conecte-se connosco

Destaque

Apresentada queixa contra TVI por ataque ao Norte do país

Publicado

em

O vice-presidente da bancada do PS João Paulo Correia apresentou hoje queixa na Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) contra a TVI alegando que passou um rodapé de notícia considerado um “ataque” ao Norte do país.

João Paulo Correia adiantou à agência Lusa que também apresentou um protesto dirigido ao diretor de informação da TVI, exigindo um pedido de desculpas pela peça emitida no Jornal das 8 desta estação televisiva.

Na sua queixa à ERC, o dirigente da bancada socialista refere que na segunda-feira, no Jornal das 8 da TVI, passou uma peça sobre o número de infetados com covid-19 no Norte do país com o título de rodapé “População menos educada, mais pobre, envelhecida e concentrada em lares”.

Para João Paulo Correia, “trata-se de uma conclusão inaceitável, que só pode envergonhar os seus autores, quer pela inconsistência científica associada, quer pelo cariz preconceituoso contra a região e suas populações”.

“O momento que vivemos impõe um jornalismo ainda mais responsável, rigoroso e construtivo. Infelizmente, ontem [segunda-feira], não foi assim – venceu o sensacionalismo. A peça jornalística em causa não cumpre os mínimos informativos, caracterizando de forma absurda a evolução do número de infetados com covid-19 na região Norte face ao resto do país”.

No protesto dirigido ao diretor de informação da TVI, o vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS sustenta que “esta peça jornalística é um ataque à reputação da região Norte de Portugal, das suas instituições e das suas gentes”.

“Em nada contribui para a unidade dos portugueses e dos territórios. E certamente que o estudo que serviu de base à peça nunca levaria ao título escolhido. A par de milhares de nortenhos que se têm manifestado nas últimas horas nas redes sociais, considero que a peça e o título escolhidos lavram na inconsciência científica, buscam um sensacionalismo reprovável e atentam contra a reputação da região”, aponta o deputado socialista.

João Paulo Correia conclui em seguida que se exige agora “o reconhecimento da infelicidade deste episódio e um consequente pedido de desculpa por parte do Jornal das 8”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade