Portugal

APAV apoiou diariamente quatro idosos vítimas de violência em 2023

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 mês atrás em 15-06-2024

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) apoiou em 2023 quatro idosos por dia vítimas de crime e violência, mais 9,4% do que no ano anterior, revela a associação, que hoje lança uma campanha de sensibilização.

PUBLICIDADE

No Dia Internacional de Sensibilização sobre a Prevenção da Violência Contra as Pessoas Idosas, que hoje se assinala, a APAV lança uma campanha que visa alertar que o fenómeno da violência contra pessoas idosas está a crescer e não se limita a formas de violência facilmente identificáveis como tal.

Passa também por comportamentos aparentemente não violentos, mas que retiram às pessoas idosas poder de decisão, autonomia, liberdade e dignidade, são violações de direitos humanos e abrem caminho para formas mais graves de violência.

PUBLICIDADE

Institucionalizar o idoso contra a sua vontade, retirar-lhe a gestão do seu próprio património, ou impedi-lo de ir votar são alguns exemplos referidos na campanha, cujo ‘slogan’ é “Afinal, o papel principal é meu. É seu. É de todos”.

“Com esta campanha quisemos chamar um pouco a atenção para certos comportamentos que (…) vão retirar poder, autonomia e dignidade às pessoas idosas”, disse à Lusa Marta Carmo, da APAV.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

A responsável lamentou que a sociedade atual veja o envelhecimento como sinónimo de perda de capacidades e maior dependência e que por isso se veja muitas vezes as pessoas idosas “não como cidadãos e cidadãs de pleno direito, mas já quase como pessoas que não têm plena capacidade de exercício dos seus direitos”.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE