Conecte-se connosco

Desporto

António Félix da Costa termina em terceiro lugar no Mundial de Resistência

Publicado

em

O português António Félix da Costa (Jota) terminou hoje na terceira posição da classe LMP2 o Campeonato do Mundo de Resistência, cuja última prova se realizou no Bahrain, com ‘dobradinha’ da Toyota.

O piloto luso, que fez equipa com o mexicano Roberto González e com o britânico Anthony Davidson, terminou as 8 Horas do Bahrain na segunda posição da categoria, quinto da geral, resultado que valeu o terceiro posto final do campeonato.

A prova foi ganha pelo Toyota de Sébastien Buemi, Kazuki Nakajima e Brendon Hartley. Contudo, o segundo lugar bastou para Mike Conway, Kamui Kobayashi e José Maria Lopez conquistarem o título, o primeiro dos hipercarros.

Já António Félix da Costa mostrou-se “contente e orgulhoso de todo o trabalho da equipa JOTA” e dos seus colegas de equipa.

“Lutámos até à última volta desta corrida e, apesar de não termos conseguido o título, sinto que saímos com a cabeça levantada. Todos demos o nosso melhor na corrida de hoje, que foi um pouco parecida à semana passada e nos momentos finais sabia que tinha de atacar para chegar ao segundo lugar”, explicou o piloto português, que espera voltar a lutar pelo título em 2022.

Em LMP2, o vencedor das 8 horas do Bahrain foi o carro da equipa WRT, conduzido por Ferdinand Habsburg, Robin Frijns e Charles Milesi que, com esta vitória, conquistaram também o título Mundial na categoria.

Filipe Albuquerque, com Phil Hanson e Fábio Scherer, terminou na quarta posição da corrida na classe LMP2, sendo o quinto do campeonato.

“Apesar de ter sido um fim de semana melhor do que o anterior, o resultado acaba por ser o mesmo na corrida e o que queríamos era ganhar. Mas não tínhamos andamento para os mais rápidos. Ficámos a apenas quatro segundos dos pilotos da frente e a determinada altura ainda estivemos a lutar pelo segundo lugar. Mas, infelizmente, não deu. Melhorámos o carro, mas não o suficiente e isso reflete-se no resultado”, disse o piloto português, campeão em 2020.

No campeonato de pilotos, Lopez, Kobayashi e Conway terminaram com 173 pontos, mais cinco do que os companheiros de equipa.

Em LMP2, Félix da Costa somou 123, ficando no terceiro lugar, enquanto Albuquerque foi quinto, com 84.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link