Conecte-se connosco

Política

António Costa recebe terça-feira partidos e reúne depois a Comissão Política do PS

Publicado

em

O primeiro-ministro recebe na terça-feira, em São Bento, os partidos com representação parlamentar, à exceção do Chega, e estará depois nessa noite na Comissão Política Nacional do PS, reuniões que visam preparar o novo ciclo político.

Fonte da direção socialista disse à agência Lusa que, da reunião da Comissão Política do PS, que se destina a fazer uma avaliação da conjuntura resultante das eleições legislativas, não sairão os nomes a propor para a liderança da bancada e para a sucessão de Ferro Rodrigues no cargo de presidente da Assembleia da República.

Essas escolhas, de acordo com a mesma fonte, apenas deverão ser comunicadas formalmente na próxima segunda-feira, durante uma reunião do secretário-geral com os deputados da nova bancada do PS no parlamento. Uma reunião que ocorrerá na véspera do primeiro plenário da Assembleia da República da XV Legislatura.

Já no que respeita às audiências com os partidos, estas foram anunciadas por António Costa logo na noite eleitoral de 30 de janeiro, depois de estar confirmado que o PS vencera o ato eleitoral com maioria absoluta.

“Quando for indigitado pelo senhor Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa], promoverei reuniões com todas as forças políticas, com a exceção daquela que disse que não faz sentido consumir tempo de diálogo”, afirmou António Costa numa alusão ao Chega.

Assim, na terça-feira, António Costa recebe primeiro o Livre, pelas 10:00, seguindo-se o PAN (11:00), o Bloco de Esquerda (12:00), o PCP (15:00), a Iniciativa Liberal (16:00) e o PSD (17:00). No final destas reuniões, ao contrário do habitual, não estão previstas declarações em São Bento, apenas recolha de imagens no início dos encontros.

No discurso que proferiu na noite eleitoral de 30 de janeiro, o líder socialista prometeu que, apesar da maioria absoluta do PS, iria formar “uma maioria de diálogo”.

“Em democracia, ninguém governa sozinho. Nós queremos governar para todas e com todas as portuguesas e portugueses e, naturalmente, com aqueles que os representam na sua pluralidade na Assembleia da República”, declarou

António Costa acrescentou que entende que é “dever” do PS, “agora acrescido pela responsabilidade que os portugueses” lhe deram, manter “aberto e ativo” o diálogo com os restantes partidos “ao longo de toda a legislatura”.

Além dos partidos, tendo em vista a preparação do próximo ciclo político, o primeiro-ministro tem recebido em São Bento representantes de diversas entidades representativas da sociedade civil.

Na quarta-feira passada, começou por se reunir com a presidente do Conselho de Finanças Públicas, Nazaré da Costa Cabral, e esta tarde está a receber os parceiros sociais (Conselho Nacional das Confederações Patronais, UGT e CGTP-IN).

De manhã, estiveram em São Bento a União das Misericórdias Portuguesas, a União das Mutualidades, a Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade e a Confederação Cooperativa Portuguesa.

Ainda no âmbito deste processo de preparação do programa do Governo, passaram já por São Bento representantes dos conselhos nacionais de Saúde, de Educação, dos Reitores e dos Politécnicos, bem como entidades dos setores do ambiente e da juventude.

Como foi anunciado pelo Presidente da República, o novo Governo liderado por António Costa, que será o seu terceiro, tomará posse no próximo dia 23.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade