Conecte-se connosco

Política

António Costa diz que nunca há vitórias antecipadas

Publicado

em

O secretário-geral socialista recuperou hoje a ideia de Mário Soares de que quando há luta eleitoral “mais força tem o PS” e, numa alusão às mais recentes sondagens, advertiu que nunca há vitórias antecipadas.

António Costa falava a meio de mais uma receção eufórica para os socialistas no Mercado Municipal de Matosinhos, concelho que é um dos principais bastiões deste partido desde as primeiras eleições em democracia.

“Somos como o povo de Matosinhos, gente que se faz ao mar quando o mar está bravo ou quando está chão, mas nunca viramos a cara à luta. E, quando a luta exige mais, etão mais força tem o PS”, declarou António Costa perante centenas de apoiantes visivelmente eufóricos, tendo ao seu lado a presidente da Câmara, Luísa Salgueiro.

No breve discurso que fez, esteve sempre subjacente o conjunto das mais recentes sondagens que indicam um quadro de bipolarização e de equilíbrio eleitoral entre o PS e o PSD.

“Temos todos de nos mobilizar para uma grande vitória que nos permita continuar a avançar, continuar a melhorar o rendimento das famílias, para termos um Serviço Nacional de Saúde mais forte, para que a economia melhor e haja mais e melhor emprego”, disse.

Depois, o secretário-geral do PS voltou a sustentar a tese de que esses objetivos só podem ser concretizados se voltar a formar Governo.

“Para isso, é preciso o PS ganhar no próximo domingo. Muitos me disseram aqui que já está ganho. Mas queria chamar a atenção que nunca há vitórias antecipadas”, advertiu.

Neste contexto, repetiu que “as vitórias só existem no dia das eleições”.

“É fundamental que se vote no próximo domingo para que a vitória existe mesmo. Vamos votar, votar, votar no próximo domingo”, acrescentou, numa ação de campanha que teve sempre na primeira fila o presidente da Federação do Porto do PS, Manuel Pizarro, o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, e o cabeça de lista pelo círculo eleitoral do Porto, Alexandre Quintanilha.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link