Conecte-se connosco

Política

António Costa afirma que a covid-19 continua e Portugal não está em tempo de aventuras políticas  

Publicado

em

O secretário-geral do PS advertiu que Portugal não está em tempo de aventuras políticas, que ainda hoje mais 58 mil cidadãos foram infetados pelo SARS-CoV-2, e defendeu que desde 2016 há gestão responsável das contas públicas.

Estas mensagens foram transmitidas por António Costa no discurso com que encerrou o comício do PS que se realizou na Expocenter, em Viseu, após discursos do presidente da Federação, José Rui Cruz, e do cabeça de lista socialista por este círculo eleitoral, João Azevedo.

“Não estamos em tempo de aventuras, o país já sofreu muito nos últimos dois anos. O país ainda está a sofrer muito. Ainda hoje houve mais 58 mil pessoas que foram infetadas pelo vírus. Continuamos, infelizmente, a aumentar o número de pessoas que estão a falecer com covid-19”, apontou o líder socialista.

Ora, segundo o líder socialista, está situação “já é suficientemente dura”, com “uma crise económica e social que é preciso ultrapassar e uma crise política que agora também é preciso resolver”.

“Não somemos a isto tudo aventuras como a direita nos vem propor quando pretende desmantelar o nosso sistema de Segurança Social público – um sistema que temos vindo a reforçar, que tem garantido as pensões, os subsídios de desemprego, o lay-off e o apoio às famílias que tiveram de ficar em causa. Um sistema que combate diariamente a pobreza”, declarou.

António Costa afirmou depois que a mensagem da “direita do Segurança Social é que se quer meter na aventura de um sistema misto, onde parte do dinheiro é garantido pelo Estado, mas a outra parte do dinheiro passa a ser jogado no mercado e sujeito às vicissitudes do mercado”, completou, recebendo palmas dos militantes socialistas.

Nas últimas eleições legislativas, no círculo de Viseu, o PS teve menos dois mil votos (35,3%) do que o PSD (36,24%). Em relação aos oito mandatos em disputa, o PS empatou a quatro com os sociais-democratas.

Nas últimas eleições autárquicas, o PS conquistou dez dos 24 municípios e apoiou a lista vencedora independente em São João da Pesqueira.

 

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link