Conecte-se connosco

Mundo

Angola sem casos de poliomielite e de cólera há dois anos

Publicado

em

A ministra da Saúde angolana, Silvia Lutucuta, anunciou hoje que Angola não regista casos de cólera nem poliomielite há dois anos, apontando a malária e o dengue como as doenças mais desafiantes.

Para o controlo destas doenças foi determinante o apoio dos departamentos ministeriais, governadores provinciais e administradores municipais, bem como o compromisso dos profissionais de saúde das equipas provinciais e municipais, disse a governante na abertura do 30.º Conselho Consultivo do setor da saúde, citada pelo Jornal de Angola.

“A malária e a dengue continuam a desafiar os esforços nacionais para o seu controlo. No entanto, conseguimos aumentar o acesso ao diagnóstico e tratamento dos casos, tendo-se diminuído a taxa de letalidade causada por estas doenças”, revelou Sílvia Lutucuta

Segundo a ministra da Saúde, a covid-19 criou uma emergência sem precedentes a nível de saúde pública, colocando em risco de vida da população, reduzindo os meios de subsistência e afetando a prestação de serviços sociais, particularmente da saúde e da educação.

Ainda assim, acrescentou, a resposta do executivo angolano à pandemia “foi rápida, assertiva e coordenada”.

Silvia Lutucuta considerou igualmente que não se pode baixar a guarda, devendo manter-se a testagem de casos suspeitos e seus contactos, notificação diária dos casos positivos e a gestão correta dos casos, bem como a intensificação da vacinação contra a covid-19.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade