Conecte-se connosco

Política

André Ventura com melhor prestação onde há menos camas e pessoal nos hospitais

Publicado

em

O candidato às eleições presidenciais André Ventura, apoiado pelo Chega, obteve mais votos em concelhos onde há menos camas e pessoal ao serviço nos hospitais, segundo o portal de dados estatísticos EyeData, disponível em www.lusa.pt.

Neste portal, os resultados eleitorais de cada candidato são divididos em três, permitindo ver qual o terço dos concelhos em obtiveram os melhores resultados, os piores resultados e o resultado médio.

Depois, no mesmo portal, é possível cruzar esses resultados com um vasto conjunto de variáveis económicas e sociais que permitem caracterizar, em termos médios, como são os concelhos onde os candidatos tiveram melhores ou piores resultados.

Segundo o EyeData, verifica-se uma variação face à média nacional de 61,83% em termos de camas em hospitais por mil habitantes, uma vez que a média nacional é de 3,15 e nos concelhos onde o candidato da extrema-direita parlamentar obteve mais votos, esse valor desce para 1,20.

Uma diferença similar deteta-se também no pessoal ao serviço nos hospitais por mil habitantes, cuja variação, de acordo com o EyeData, é de 59,30%, sendo a média nacional de 12,60 e de 5,13 no terço de concelhos onde André Ventura mais foi apoiado.

Outro dado relacionado com a saúde remete também para o número de casos de covid-19 por 100.000 habitantes (dados da última segunda-feira referentes aos 14 dias anteriores), que é de 6.359,64 nos concelhos onde o deputado teve melhor resultado, sendo a média nacional de 3.236,99.

No caso de André Ventura nas eleições presidenciais de 2021 é também possível verificar o seguinte:

+++ Ambiente e Sustentabilidade +++

Nos concelhos onde André Ventura obteve melhor classificação, há uma percentagem menor de resíduos urbanos preparados para valorização e reciclagem (32,41% face à média nacional de 50,17%), mas mais resíduos urbanos recolhidos por habitante (583,23 quilogramas face aos 515,22 de média nacional).

+++ Demografia +++

André Ventura obteve mais votos nos concelhos com menor densidade populacional, dado que no terço onde obteve mais apoio esta é de 48,52 habitantes/km2, e a média nacional é de 111,62 hab/km2.

Nestes concelhos a população estrangeira é também maior que na média nacional, dado que é de 7,45% onde André Ventura teve melhor resultado eleitoral e a média nacional é de 5,72%.

+++ Economia e Trabalho +++

Os concelhos onde André Ventura apresentou melhores resultados têm variações pouco significativas face à média nacional, uma vez que o número de desempregados inscritos nestes concelhos (4,67%) está pouco abaixo da média nacional (4,91%), sendo o mesmo válido para os inscritos há mais de um ano (39,22% contra 42,85 nacionais).

O ganho médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem é de 1.022,94 euros, abaixo 12,45% dos 1.168,42 da média nacional, e o poder de compra está nos 93,31 pontos, abaixo do índice 100 nacional.

Apenas a produtividade aparente das empresas está mais abaixo da média nacional, 17,57%, correspondendo à diferença entre 19.884,10 euros e os 24.123,32 euros médios nacionais.

Há também mais trabalhadores da administração pública local por mil habitantes onde André Ventura teve melhores resultados (16,37), face à média nacional de 12,40, e o valor mediano das rendas por m2 e das vendas de alojamentos familiares é de 5,05 euros e 1.108,66 euros, o que compara com 5,67 euros e 1.210,55 euros de médias nacionais, respetivamente.

+++ Educação, Ciência e Tecnologia +++

A percentagem de empregadores com pelo menos o ensino secundário nos concelhos onde André Ventura melhor se colocou nas eleições de domingo, de 53,58%, também está alinhada com a média nacional, que é de 52,23%.

O mesmo sucede com a população com mais de 15 anos com o ensino secundário, que é de 29,95% onde André Ventura melhores resultados obteve e de 30,53 a nível nacional.

A taxa de retenção no ensino básico é maior onde André Ventura obteve melhores resultados (4,07%) do que na média nacional (3,80%).

+++ Política +++

André Ventura esteve melhor onde o seu partido, o Chega, mais se destacou nas eleições legislativas de 2019, já que na altura a votação nacional do partido foi de 1,30% e nestes concelhos foi de 1,85%.

Nos concelhos onde no domingo André Ventura se destacou, não se registaram, em 2019, alterações de maior nos eleitorados de PS (variação negativa de 1,37 pontos percentuais face à média nacional) e PSD (-0,21 p.p.), tendo sido maiores os votos na CDU face à média nacional (6,96% nestes concelhos, em 2019, face à média nacional de 6,46% da coligação PCP-PEV).

+++ Sociedade +++

Os beneficiários de Rendimento Social de Inserção (RSI) são menores nos concelhos onde André Ventura melhores resultados obteve face à média nacional, uma vez que esta é de 3,03% e nos concelhos onde o candidato apoiado pelo Chega teve melhor prestação essa percentagem desce para 2,74%.

O número de casamentos não católicos é superior à média nacional (71,05% contra 69,36%), e as compras em terminais de pagamento automático por habitante estão alinhadas com a média nacional (4.598,96 euros face à média nacional de 4.580,82 euros).

Em termos de criminalidade registada pela polícia, ela é maior nos concelhos onde André Ventura obteve melhores resultados, numa comparação entre os 330,09 crimes por mil habitantes e a média nacional de 314,61.

As disparidades no ganho médio mensal entre níveis de habilitação também são menores onde Ventura melhor prestação teve (22,41% face à média nacional de 26,15%), acontecendo o mesmo com as disparidades entre profissões (30,35% face aos 34,72 nacionais).

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com