Anadia aprova orçamento de 21 milhões de euros para 2018

Notícias de Coimbra | 6 anos atrás em 12-12-2017

O Orçamento Municipal de Anadia para 2018, no valor de 21.250.200 euros, foi aprovado por maioria, com a abstenção dos vereadores do PSD, na reunião do executivo realizada no passado dia 6 de dezembro, durante a qual foram ainda votadas favoravelmente as Grandes Opções do Plano (GOP), o Mapa de Pessoal, e os Acordos de Execução a celebrar com as juntas de freguesia.

PUBLICIDADE

anadia

A autarquia afirma que o documento proposto vai permitir respeitar compromissos anteriormente assumidos, quer para obras em curso, quer para os projetos delineados, no âmbito do plano de ação das áreas de reabilitação urbana propostas e aprovadas.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

As áreas que absorvem o maior bolo orçamental são Mercados e Feiras (11,67%), Ordenamento do Território (10,41%), Desporto, Recreio e Lazer (10,31%), Serviços Auxiliares de Ensino (7,91%), Cultura (6,03%), Administração Geral (5,56%), Abastecimento de Água (5,45%), Indústria e Energia (5,32%), Ensino Não Superior (5,32%), e Transferências entre Administrações (5,1%). As receitas previstas serão provenientes dos impostos e das transferências da Administração Central, bem como dos fundos comunitários do Portugal 2020, no âmbito do Pacto para o Desenvolvimento e Coesão Territorial da Região de Aveiro e do Centro 2020.

PUBLICIDADE

As funções sociais, onde se incluem os programas respeitantes à Educação, ao Desporto e Juventude, à Ação Social e Saúde, à Cultura, às Infraestruturas Básicas, ao Ambiente, e ao Ordenamento do Território representam mais de 55 por cento do investimento previsto.

No que respeita à Educação, após a conclusão das requalificações das Escolas EB 1 de Vila Nova de Monsarros, de Aguim, e de Tamengos, a prioridade imediata será a requalificação da Escola EB1 de Mogofores.

A construção do Parque Urbano, na cidade de Anadia, é um dos maiores investimentos com caráter plurianual a realizar no concelho, sendo intenção do executivo iniciar a obra já em 2018. A conclusão do novo Mercado de Vilarinho do Bairro, com os respetivos acessos e arranjos envolventes, é outra das prioridades da autarquia para o próximo ano.

No que concerne ao Desporto, para além da conclusão das infraestruturas de apoio à Pista de BMX, designadamente do Centro de Controlo e Treino e dos respetivos arranjos exteriores, bem como da construção da Pista de XCO e respetivas infraestruturas, o executivo pretende proceder à requalificação e remodelação das Piscinas Municipais, dando ênfase à eficiência energética.

É pretensão também do executivo realizar investimentos em infraestruturas e ampliação dos parques empresariais existentes, nomeadamente em Paraimo e em Amoreira da Gândara, bem como na requalificação de outras zonas com aptidão industrial. O investimento nas infraestruturas básicas tem como prioridade a conclusão de prolongamentos de rede de saneamento ainda em falta, e a sua condução a tratamento final, bem como a contínua necessidade de remodelação das redes de abastecimento de água em diversas freguesias do concelho, e a manutenção das infraestruturas de captação e de armazenamento.

A experiência e os conhecimentos adquiridos na preparação e conceção da plataforma criada, no ano em curso, para o Orçamento Participativo Jovem, levam a que, no início de 2018, o município apresente a concurso idêntica iniciativa, mas mais alargada, relativa ao orçamento participativo, ou seja, destinada ao público em geral.

As transferências financeiras para as juntas de freguesia, que se traduzirão em acordos de delegação de competências ou em acordos interadministrativos para a realização dos investimentos pontuais, representam cerca de cinco por cento das GOP. As juntas de freguesia serão ainda apoiadas com mais cerca de 2,4 por cento, com recurso a apoios patrimoniais, ou seja, apoio de máquinas e viaturas que a câmara disponibiliza para resposta às suas solicitações. No total, estes valores correspondem a cerca de 120 por cento para além do valor das transferências do Estado para as juntas de freguesia do concelho.

teresa cardoso

Segundo a presidente da Câmara Municipal de Anadia, Maria Teresa Cardoso, o executivo “vai estar ainda atento ao processo de reprogramação do Portugal 2020, no qual pretendemos aumentar as dotações para áreas da educação, e integrar os apoios para a área da saúde, assim como ver contemplados mais investimentos de requalificação urbana, e investimentos que consideramos muito importantes para a competitividade do território, como a construção do nó de acesso à A1”.

De referir que este é o primeiro documento orçamental no âmbito da gestão autárquica para o quadriénio 2017/2021, o qual assenta na estratégia definida no plano de ação apresentada pelo Movimento Independente Anadia Primeiro, que visa o desenvolvimento sustentado do concelho de Anadia, no sentido de melhorar as condições de vida dos seus cidadãos, mas também em atrair investimento privado para o seu território.

O Orçamento para 2018 contempla os princípios de gestão rigorosa e transparente, pautando-se por prudência nas estimativas, quer da receita quer da despesa. O documento vai ser agora remetido à Assembleia Municipal, estando a discussão e aprovação agendadas para a próxima sessão ordinária deste órgão, que se realizará no dia 21 de dezembro.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE