Economia

Alunos que ingressem em ciências da educação e ensino terão bolsa no valor da propina

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 mês atrás em 14-06-2024

Os alunos que ingressem em cursos para dar aulas não terão de pagar propinas, uma vez que o Governo vai criar este ano uma bolsa no valor da propina, anunciou hoje o ministro da Educação.

PUBLICIDADE

Esta é uma das medidas aprovadas hoje em Conselho de Ministros para resolver o problema dos milhares de alunos que ficam sem aulas por falta de professores, disse o ministro da Educação, Ciência e Inovação (MECI), Fernando Alexandre, lembrando que em setembro de 2023 havia mais de 324 mil estudantes sem aulas a pelo menos uma disciplina.

A falta de professores nas escolas é um problema que tem vindo a agravar-se nos últimos anos, fruto de uma classe cada vez mais envelhecida e de uma carreira pouco atrativa.

PUBLICIDADE

Para combater o problema, o ministério apresentou hoje um programa, avaliado em 20 milhões de euros, que prevê várias medidas para atrair aposentados, professores à beira da reforma ou docentes que estão no ativo, mas mudaram de profissão.

Além disso, Fernando Alexandre anunciou que iriam ser criadas “duas mil bolsas” para alunos que ingressem em licenciaturas e mestrados em ciências da educação e ensino.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

O valor da bolsa é o valor da propina, esclareceu o ministro, adiantando que será atribuída a todos os que entraram naqueles cursos, garantindo que caso ultrapassem os dois mil, o Governo não terá problemas em aumentar o número de bolsas.

A medida será aplicada já este ano e tem um custo previsto de 1,4 milhões de euros.

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE