Conecte-se connosco

CHUC

Alerta para enfraquecimento de hospitais de Coimbra

Publicado

  em

O PCP reiterou hoje que a criação do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra “tem servido para depauperar os hospitais da região de Coimbra, encerrando serviços e valências e provocando graves danos para os utentes e também para os trabalhadores”.

Numa nota de imprensa enviada à agência Lusa, a propósito da transferência de serviços da Maternidade Bissaya Barreto para a Maternidade Daniel de Matos, o PCP defende também de novo a criação de uma nova maternidade na Região Centro, localizada no Hospital dos Covões.

“Chegou ao conhecimento do PCP que a Maternidade Bissaya Barreto, integrada no megalómano Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), irá encerrar a Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais, transferindo este serviço” para a Maternidade Daniel de Matos”, refere o partido.

Este “encerramento da UCI, a confirmar-se, constitui mais um ataque ao SNS [Serviço Nacional de Saúde], que, em Coimbra, teve na criação do CHUC o seu auge, caminhando agora para um eventual encerramento da própria Maternidade Bissaya Barreto, cujas condições se vão degradando ao longo do tempo”, assinalam os comunistas.

“Como o PCP tem vindo a denunciar, a criação do CHUC tem servido para depauperar os hospitais da região de Coimbra, encerrando serviços e valências, provocando graves danos para os utentes e também para os trabalhadores”, lê-se na nota.

Os comunistas salientam ainda que sobrecarga que já se sentia, e que se agravou com a pandemia covid-19, exige um reforço dos serviços públicos e um investimento no SNS em trabalhadores e meios materiais “e não o sucessivo encerramento de serviços”.

Ao mesmo tempo, referem, “as estruturas privadas do negócio da doença prosperam em Coimbra, tentando substituir os serviços encerrados nas estruturas públicas, com vista à maximização do lucro, incompatível com o direito constitucional à saúde”.

“O investimento nas duas maternidades de Coimbra e o seu reforço, não obstante a necessidade de uma nova maternidade no Hospital dos Covões, constitui uma urgência, à qual terá de ser dada uma resposta célere”, insiste o PCP, questionando se o Governo tem conhecimento da intenção de encerramento da Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais da Maternidade Bissaya Barreto e se a confirma.

Os comunistas questionam ainda o Governo se vai intervir no sentido de garantir cuidados de saúde adequados para as parturientes e para os bebés, e se tem previsto o investimento necessário para a manutenção dos equipamentos e instalações para o normal e regular funcionamento da Maternidade Bissaya Barreto e da Maternidade Daniel de Matos.

Continuar a ler
Publicidade

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO!

Confie na informação rigorosa. Contribua para o jornalismo livre e independente. Se lê regularmente Notícias de Coimbra torne -se um leitor benemérito. Pode fazer uma doação a partir de 10€/mês ou uma contribuição pontual de 10€, 20€, 30€, 50€ (o que puder e quiser). É seguro, simples e rápido. A sua contribuição é bem-vinda e fundamental para o futuro deste seu jornal.

Contribua
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com