Conecte-se connosco

Coimbra

Aldeia da Inovação Social é uma aposta no desenvolvimento do Interior

Publicado

em

O programa Aldeia da Inovação Social, que decorre na Serra da Lousã na quarta e na quinta-feira, visa responder ao apelo do Presidente da República para desenvolver o Interior do país, disse hoje o presidente da Portugal Inovação Social (PIS).

O presidente da PIS, Filipe Almeida, salientou à agência Lusa que o Chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, tem insistido na necessidade de “valorizar os ‘Portugais’ desconhecidos”, enquanto territórios de baixa densidade que perderam sempre população nas últimas décadas e que, em geral, têm sido devastados pelos incêndios florestais.
Portugal Inovação Social é uma iniciativa pública nacional, pioneira na Europa, criada para promover a inovação e o empreendedorismo social em Portugal, através da mobilização de fundos da União Europeia no âmbito do Portugal 2020.

“Queremos dar resposta a este apelo para o desenvolvimento destes territórios mais vulneráveis”, declarou.
O projeto 10 Mil Vidas, que tem como principal objetivo prolongar o tempo de vida saudável do idoso e criar condições para que estas pessoas mantenham a autonomia para continuar a viver nas suas residências será um dos apresentados na Aldeia de Inovação Social.

Desenvolvido pela Associação Nacional de Cuidado e Saúde, o projeto consiste num serviço de assistência disponível 24 horas, gerido remotamente numa plataforma ‘online’, que permite um acompanhamento personalizado a cada idoso por parte de familiares e cuidadores.

O programa presta apoio na localização por GPS, serviço de emergência, lembretes de saúde, gestão de medicação ou controlo de indicadores de saúde.

A Cerdeira, lugar da Serra da Lousã, neste concelho, distrito de Coimbra, que integra a rede turística Aldeias do Xisto, foi escolhida para a realização desta primeira Aldeia da Inovação Social, tendo em conta a prioridade nacional dada à dinamização dos territórios de baixa densidade, em particular os afetados pelos incêndios de 2017, em que morreram mais de 115 pessoas e centenas sofreram ferimentos diversos.

A Cerdeira “é uma aldeia num território em que o município também tem investido socialmente”, em parceria com entidades locais, no âmbito da ação da Portugal Inovação Social, com sede em Coimbra, salientou Filipe Almeida.
A primeira Aldeia da Inovação Social foi organizada pela PIS para fazer o balanço da sua atividade, dois anos após a abertura dos primeiros concursos de financiamento de iniciativas de inovação e empreendedorismo social, que envolvem investimentos de 12 milhões de euros em verbas da União Europeia para apoiar 137 projetos de inovação social de norte a sul do país.

Além de Filipe Almeida, deverão intervir na abertura do programa, na quarta-feira, às 10:00, na Cerdeira, o ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes, o presidente do Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, Domingos Lopes, uma representante da Comissão Europeia em Portugal, Sofia Alves.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link