Conecte-se connosco

Região

Ajuda municipal a empresas da Mealhada ascende a 62 mil euros

Publicado

em

O apoio municipal às empresas da Mealhada no contexto da pandemia da covid-19 ronda os 62 mil euros, revelou hoje a autarquia, no distrito de Aveiro.

Até ao momento, foram contempladas com a ajuda complementar 44 candidaturas de micro e pequenas empresas que já beneficiam dos apoios do Estado através dos programas Apoiar+ e Apoiar Restauração, segundo um comunicado da Câmara Municipal.

Na última reunião do executivo da Mealhada, presidido pelo socialista Rui Marqueiro, foi aprovada uma verba de 16.392 euros para responder a mais sete candidaturas, elevando o montante global dos apoios para 61.852 euros.

As 44 candidaturas aprovadas representam “um número cada vez mais diversificado de setores”, como restauração e similares, indústria alimentar, comércio, alojamento, agências de viagens, transportes, armazenagem, cabeleireiros, institutos de estética e atividades cinematográficas, desportivas, de diversão, recreativas, teatrais e artísticas.

“A ajuda complementar da autarquia surgiu na sequência de uma medida aprovada na reunião de Câmara de 09 de dezembro de 2020, que consistiu em disponibilizar às empresas do concelho beneficiárias dos programas Apoiar.pt e Apoiar Restauração um apoio até um limite máximo de 15% do valor aprovado pelos programas estatais, no caso das microempresas, e um limite máximo de 7,5%, no caso das pequenas empresas”, recorda a nota.

As empresas que queiram concorrer a esta ajuda terão de preencher um formulário de candidatura disponível na página da internet da Câmara Municipal, www.cm-mealhada.pt/noticias/3823, juntando as “declarações de não dívida” à Autoridade Tributária e à Segurança Social e cópia do “termo de aceitação validado” do Apoiar+ e do Apoiar Restauração, com o valor atribuído por estes programas.

“A candidatura deverá ser entregue em papel, no Espaço Inovação Mealhada, ou enviada para o e-mail [email protected] Neste caso, o formulário deve vir assinado digitalmente”, explica a autarquia.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link