Conecte-se connosco

Polícias

Agredidos no bar da Associação Académica em Coimbra por estarem “felizes demais”

Publicado

em

Imagem arquivo

Foi uma noite conturbada, marcada por agressões entre um segurança e clientes, todos de nacionalidade brasileira, no bar da Associação Académica de Coimbra. Na madrugada de domingo, 6 de novembro, a Polícia de Segurança Pública (PSP) foi chamada ao estabelecimento para acalmar os ânimos. Ao Notícias de Coimbra, um dos envolvidos fala de causas políticas na origem do conflito. 
 
O alerta foi dado às 02:50 para o bar maioritariamente frequentado por estudantes, localizado na Rua Padre António Vieira. Fonte da PSP confirma que os agentes foram chamados ao local.
 
Ao NDC, um estudante de doutoramento da Universidade de Coimbra, de 32 anos, garante que ele e uma amiga foram “agredidos por um segurança brasileiro que controla o acesso ao Bar da Associação Académica” que alegou que os dois amigos estavam “felizes demais “. Após a confusão, segundo o mesmo relato, o funcionário de uma empresa de segurança, terá dito “que era bolsonarista e começou a utilizar causas políticas para defender seu pensamento naquela situação”.
 
O estudante conta que levou “dois socos na cara” e sofreu “ferimentos expostos”, adiantando que vai apresentar queixa junto do Ministério Público. 
 
A PSP esclarece que as versões dos envolvidos são contraditórias, já que, segundo o relato do segurança, os estudantes quiseram entrar no bar de uma forma não muito pacífica, tentando forçar a entrada e, a dada altura, agarraram na raquete detetora de metais e vieram para a rua com ela. Foi então que todos se envolveram em agressões mútuas. 
 
O NDC está a tentar obter mais esclarecimentos sobre esta situação junto da empresa de segurança, da concessionária do estabelecimento e da AAC. 
 
Em atualização

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com