Conecte-se connosco

Política

António Costa recusa comentar caso de Pedro Nuno Santos sobre a solução aeroportuária

Publicado

em

O primeiro-ministro, António Costa, recusou-se hoje a comentar o caso que envolve o ministro das Infraestruturas e da Habitação, afirmando que não fala no estrangeiro de política nacional, e que o comunicado emitido sobre o assunto traduz a sua opinião.

“Tenho uma regra de não comentar no exterior assunto de política nacional. Brevemente estarei em Portugal e, se for necessário, direi mais alguma coisa para além do que foi dito no comunicado”, afirmou António Costa.

O primeiro-ministro falava em conferência de imprensa no Parque de Exposições de Madrid, no nordeste da capital espanhola, no final da cimeira dos chefes de Estado e de Governo da Organização do Tratado do Atlântico (NATO, na sigla em inglês).

Questionado se não pode abrir uma exceção a essa regra, Costa respondeu: “Não há regra sem exceção, mas desta vez não há exceção à regra”.

Perante a insistência dos jornalistas, Costa reiterou que, “quer em Bruxelas, quer em qualquer outro local, quer também aqui em Madrid”, os temas de política nacional não devem ser comentados.

“Fora de Portugal, não devemos abordar esses temas. É esse a regra que tenho que cumprir e, sim, o meu gabinete emitiu um comunicado que, naturalmente, traduz a minha opinião sobre o assunto”, afirmou.

Costa determinou hoje a revogação do despacho publicado na quarta-feira pelo Ministério das Infraestruturas e da Habitação, liderado por Pedro Nuno Santos, sobre a solução aeroportuária para a região de Lisboa e reafirmou que quer uma negociação e consenso com a oposição sobre esta matéria.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade