Conecte-se connosco

Coimbra

ACIC a caminho da cova. Buraco é de 5 milhões!

Publicado

em

Armando Rocha Gonçalves (ARG), Administrador da Insolvência da Associação Comercial e Industrial de Coimbra  (ACIC), pediu à Assembleia de Credores e ao Tribunal da Comarca de Coimbra que encerre esta agremiação e a liquidação de activos da insolvente em beneficio dos seus credores.

ACIC

A decisão do Administrador da Insolvência surge depois de ter tomado conhecimento que tinha sido recusado “um negócio” referente ao Pavilhão da Relvinha.

Segundo ARG, não foi possível concretizar a transacção do imóvel, que está hipotecado ao Crédito Agrícola, devido à falta de licença de utilização do espaço onde se chegou a realizar e saudosa CIC – Feira Comercial e Industrial de Coimbra.

Esta situação leva o Administrador da Insolvência a admitir que  fica assim em crise o cumprimento do Plano de Insolvência, pois a recuperação da ACIC estaria dependente das rendas que poderia vir a receber!

ARG conclui que estão fora de questão quaisquer outras possibilidades de recuperação da ACIC, uma vez que se mantêm as premissas que contribuíram para o que o anterior plano de insolvência não fosse exequivel.

O prédio da ACIC na Sá da Bandeira e o Pavilhão da Relvinha estão avaliados em valores próximos de um milhão de euros, mas estão nas mãos da banca.

Fonte conhecedora do processo adiantou a Notícias de Coimbra que pelos menos um dos credores entende que o edifício inicial estava fora da malha urbana quando foi construído e não necessitava, à data, de licença de utilização.

O Passivo global da ACIC é de 4 860 754 , 99 Euros. São quase cinco milhões de euros!

Os trabalhadores ficaram sem receber mais de  400 000 Euros. Os créditos laborais são considerados privilegiados, mas com os bens nas mãos da banca, dificilmente vão conseguir reaver os valores em causa.

O Crédito Agrícola é o maior credor da ACIC. Exige mais de um milhão e oitocentos mil euros. Tem hipotecas sobre os bens.

A Caixa Geral de Depósitos, o Montepio Geral e o BCP emprestaram mais de oitocentos mil euros. O banco público também tem direitos hipotecários.

A Fazenda Nacional reclama o pagamento de 375 ooo Euros.

(Notícia em desenvolvimento. Se tiver mais informação que ajude a completar esta notícia envie para: [email protected]

Veja o requerimento do Administrador da Insolvência da ACIC:
relatório creditos acic-page-001 relatório creditos acic-page-002 relatório creditos acic-page-003 relatório creditos acic-page-004

relatório creditos acic-page-008

relatório creditos acic-page-009

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com