Crimes

Académica paga 200 mil Euros a prestações

Notícias de Coimbra | 9 anos atrás em 27-01-2015

| INVESTIGAÇÃO NDC |

PUBLICIDADE

No âmbito do processo em que José Eduardo Simões foi condenado a 15 meses de prisão, pena suspensa mediante o pagamento de 100 000.oo a duas instituições, a AAC/OAF perdeu as vantagens financeiras que tinha obtido no âmbito deste processo de corrupção, pelo que foi obrigada a entregar  200 000.oo Euros ao Estado.

PUBLICIDADE

10254018_244665732401837_5061479896117984240_n

PUBLICIDADE

publicidade

Alegando não ter condições para efetuar o pagamento da totalidade deste montante, a Associação Académica de Coimbra  – Organismo Autonómo de Futebol requereu e o tribunal aceitou que o pagamento dos 200 000.00 seja efectuado em 19 prestações de 10 5000.00 por mês.

Recordamos que, como antecipamos em exclusivo, o condenado também tinha requerido o pagamento, em 18 prestações, dos 50 000 Euros à Acreditar –  Associação de Pais  e Amigos de  Crianças com Cancro e  outros 50 000.oo Euros à Sorriso – Associação dos Amigos do Ninho dos Pequenitos.

PUBLICIDADE

A decisão da justiça surgiu depois de JES ter invocado que a sua condição económico-vivencial não lhe permite liquidar de imediato esse montante, tendo alegado que se dedica a tempo inteiro à AAC/OAF, da qual não recebe salário.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com