Conecte-se connosco

Desporto

Académica confirma contratação de treinador Carlos Pinto

Publicado

em

 A Direcção da Associação Académica de Coimbra/OAF colocou um post no Facebook onde declara que vem por “este meio informar os sócios, adeptos e demais interessados que chegou a acordo com Carlos Pinto para assumir o cargo de Treinador Principal da equipa profissional da Académica. 

Na mesma publicação a Académica acrescenta que a “assinatura do contrato decorreu em Quiaios, local onde Carlos Pinto está actualmente a frequentar, em regime de internato, o curso de treinador que o habilita ao cargo de Treinador Principal de equipas que competem na Ledman LigaPRO”.

Com Carlos Pinto chegam também a Coimbra os adjuntos Marco Louçano, Pedro Machado e Emanuel Silva. Vítor Vinha e Vítor Alves mantêm-se na estrutura técnica da Académica.

No final da última época, quando ainda lutava pelo segundo lugar, a  Associação Académica de Coimbra/OAF dizia ter “conhecimento de várias infracções disciplinares cometidas pelo Santa Clara liderado por Carlos Pinto. Chegou mesmo a dar conta disso à Liga de Futebol, com o intuito de poder beneficiar duma eventual retirada de pontos ao clube açoreano.

A contratação de Carlos Pinto está a ser muito contestada por adeptos da Briosa que vão publicando as suas opiniões nas redes sociais.

A agência Lusa deu conta que o “União da Madeira formalizou um protesto junto do Conselho de Disciplina da FPF contra o Santa Clara, por o clube açoriano, que subiu à I Liga, não ter utilizado pelo menos dois jogadores com idade inferior a 23 anos em três jogos da prova, frente ao União da Madeira, Gil Vicente e Varzim, além de ter indicado na ficha de jogo um treinador que acabou por não se sentar no banco de suplentes, no caso Luís Pires”, que ocupava o lugar que na prática era preenchido por Carlos Pinto.

A agência veiculou ainda que “O União da Madeira, equipa que desceu ao Campeonato de Portugal de futebol, anunciou hoje, em comunicado, que irá proceder criminalmente contra os diretores executivos da Liga Portuguesa de Futebol Profissional”.

Carlos Pinto, de 45 anos, iniciou a sua carreira de treinador no Tirsense na época 2011-12, tendo depois orientado equipas como o Freamunde, Tondela, Desp. Chaves, Paços de Ferreira e Santa Clara.

No conjunto açoriano, o agora novo treinador da Briosa alcançou a subida de divisão na época passada, feito que esteve também muito perto de conseguir na temporada 2014-15, ao serviço do  Chaves, tendo  terminado o campeonato com os mesmos pontos da equipa que ascendeu ao principal escalão.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com