Conecte-se connosco

Coimbra

AAC mantém posição e permanece afastada do ENDA

Publicado

em

A Associação Académica de Coimbra (AAC), conjuntamente com as restantes Associações Académicas do país, decidiu abandonar o último Encontro Nacional de Direções Associativas (ENDA), que decorreu nos dias 4 e 5 de junho em Viseu, após o ENDA Extraordinário de dia 3 de junho.

Segundo a Associação, esta decisão “deveu-se ao facto de, após longas horas de discussão sobre o regimento interno, o mesmo ter sido chumbado na votação na globalidade, o que culmina na preservação do modelo de votação pouco representativo que vigora neste espaço de discussão”.

A AAC refere que  nunca escondeu a sua posição adversa ao ENDA, “antes pelo contrário”, tendo-se afastado deste espaço em 2015 e regressando com o Direito de Não Voto, que exerce desde então nas votações.

“O facto de cada associação de estudantes ter direito a um voto, independentemente da sua dimensão e dos estudantes que representa, é inconcebível”, realça, acrescentando que esta lógica “cria uma desproporcional representação e, consequentemente, um ilogismo que a Associação Académica de Coimbra não pode aceitar”.

Refere ainda respeitar o Encontro Nacional de Direções Associativas e considerar que, “quando o mesmo possuir condições que não alimentem desigualdades, estarão, eventualmente, reunidas condições para voltarmos a participar neste espaço, após a auscultação dos nossos estudantes e deliberação em Assembleia Magna”.

Sendo esta a realidade vigente, e sendo o próximo o ENDA nos dias 10 e 11 de setembro, a Direção-Geral da Associação Académica de Coimbra, até futura deliberação em Assembleia Magna, decidiu que não comparecerá no próximo ENDA.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com