Crimes

A Guarda “foi” às pinhas (mansas) e “apanhou” 150 kilos

Notícias de Coimbra | 3 meses atrás em 30-11-2023

A GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) de Seia e Gouveia, entre os dias 6 e 29 de novembro, apreendeu cerca de 150 quilos de pinhas mansas, nos concelhos de Seia e Gouveia.

PUBLICIDADE

No decorrer de ações de patrulhamento direcionadas para a fiscalização da apanha da pinha mansa, os elementos do SEPNA, detetaram dois homens que estavam a apanhar pinhas mansas, sem serem detentores da respetiva documentação para tal e fora do período permitido por lei.

PUBLICIDADE

Da ação resultou a elaboração de dois autos de contraordenação por colheita de pinhas fora do período legal para o efeito e a apreensão de 150 quilos de pinhas mansas.

PUBLICIDADE

publicidade

A GNR relembra que o pinheiro-manso (Pinus pinea) é uma espécie florestal com um crescente interesse económico, cuja importância do comércio externo de pinha e de pinhão tem contribuído para a promoção de importantes dinâmicas económicas à escala regional, uma vez que o pinhão produzido em Portugal é de todos o mais valorizado pelas suas características nutricionais. No entanto, a colheita de pinhas de pinheiro-manso é proibida entre 1 de abril e 1 de dezembro e, ainda que esteja caída no chão, a sua apanha está interditada por se encontrar em época de defeso, salvaguardando assim o crescimento e desenvolvimento da pinha e do pinhão e evitando a colheita da semente com deficiente faculdade germinativa e mal amadurecida.

A Guarda Nacional Republicana com estas ações de patrulhamento pretende promover a legalidade e proteger a natureza-

PUBLICIDADE

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com