Conecte-se connosco

Cidade

CDU exige uma auditoria à União das Freguesias de Coimbra

Publicado

em

A CDU afirma que “Têm sido recorrentes os atropelos às regras de funcionamento dos órgãos na União de Freguesias de Coimbra”.

É recorrente a apresentação de documentos que depois são retirados. O Presidente da Assembleia não colocou o Relatório e Contas à votação para evitar que fosse chumbado. Na reunião extraordinária o Executivo retirou o ponto da ordem de trabalhos referente a Taxas e Emolumentos, por estar mal equacionado, acrescenta.

Segundo a CDU, “são vários os casos que deveriam ser investigados, desde Actas do Executivo que foram alteradas posteriormente o que originou queixa nas devidas instâncias. Existem outros assuntos eticamente e legalmente duvidosos como o de familiares de membros do Executivo a prestar serviços à Junta de Freguesia, membros do Executivo da Junta de Freguesia que não aparecem nas Assembleias há mais de um ano e, em Maio 2014, o Presidente da Junta decidiu atribuir regime de exercício de funções a meio tempo a membros do Executivo, que pagou com efeitos retroactivos ao ano de 2013”.

Tudo isto aconteceu depois dos malabarismos na composição das mesas eleitorais das Eleições para o Parlamento Europeu em 2014, como a CDU denunciou e depois de PS e PSD decidirem colocar em tribunal aqueles que votaram contra o 1º Orçamento da Freguesia onde constava construção de um Lar. Sendo que Tribunal deu razão aos que, como a CDU, votaram contra, acusa a CDU,que adianta que a acumulação de casos requer apuramento e esclarecimento pelas entidades competentes e que tudo vai fazer para que este apuramento se faça.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com