Política

PSD diz que Governo PS caiu por “nepotismo e ausência de ética republicana”

Notícias de Coimbra com Lusa | 3 meses atrás em 29-11-2023

Fonte da Imagem: PSD

 O líder parlamentar do PSD afirmou hoje que o Governo do PS caiu por “incompetência, nepotismo e ausência de ética republicana”, questionando que bom senso teve um primeiro-ministro que não foi capaz de “discernir sobre quem o rodeava”.

PUBLICIDADE

“Escusam de inventar desculpas mal amanhadas sobre parágrafos e comunicados, o dr. António Costa demitiu-se por uma razão: o seu Governo ruiu por dentro, envolto em casos mal explicados”, criticou Joaquim Miranda Sarmento, na sessão de encerramento do debate na especialidade do Orçamento do Estado para 2024.

PUBLICIDADE

O líder parlamentar do PSD centrou as suas críticas no primeiro-ministro, “que tem dito que é preciso bom senso”, questionando qual foi o bom senso de António Costa ao nomear Vitor Escária chefe de gabinete, delegar no seu amigo Lacerda Machado funções importantes do Estado ou manter João Galamba no Governo, comprando “uma guerra institucional com o Presidente da República”, ou até de trazer o governador do Banco de Portugal, Mário Centeno, para a “arena política”.

PUBLICIDADE

“O dr. António Costa, paladino do bom senso e político mais hábil, não foi capaz de discernir sobre quem o rodeia: são as mesmas pessoas, as mesmas práticas, os mesmos resultados de anteriores governações socialistas”, criticou,

Para Miranda Sarmento, este é um Orçamento do Estado de um Governo “que caiu porque ruiu por dentro, fruto da incompetência, do nepotismo e da ausência de ética republicana”.

PUBLICIDADE

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com