Política

Esta junta de freguesia contratou um novo funcionário…Conheça o cão Boris

NOTÍCIAS DE COIMBRA | 2 meses atrás em 21-09-2023

A Junta de Baguim do Monte, em Gondomar, fez um contrato “especial” a um novo funcionário. A contratação de um cão, arraçado de shar pei com pitbull, aconteceu há pouco mais de um mês, a 8 de agosto, precisamente no dia em que o animal foi entregue à junta.

PUBLICIDADE

publicidade

Receber e dar mimos e amor “aos fregueses e colaboradores”, são estas as principais tarefas de Boris Baguim, o mais recente funcionário da autarquia, relata o Jornal de Notícias.

PUBLICIDADE

“Nesse dia quando as funcionárias se preparavam para abrir o edifício, depararam-se com uma senhora, acompanhada com o cão, a dizer que não tinha onde o deixar. Tinha sido despejada e para a casa onde ia viver o senhorio não permitia animais”, contou o presidente da Junta de Baguim do Monte, Francisco Laranjeira.

PUBLICIDADE

A mulher, de acordo com o político, “havia entregue o animal a uma pessoa, que acabou por maltratá-lo, e este quando conseguiu fugir foi ter de novo com ela”. Mas sem possibilidade de ficar com o bicho, “acabou por vir pedir auxílio à Junta”.

Nessa altura, o presidente da Junta “longe estava de imaginar” que viria a contratar Boris. “Não queria ficar com a responsabilidade de ficar com o cão, porque tínhamos o problema dos fins de semana e o bicho não podia ficar aqui sem sozinho”, explicou.

PUBLICIDADE

A intenção “sempre foi encontrar uma família que o adotasse”, mas ninguém apareceu com esse propósito. Até que Célia Mendes e Susana Pinheiro, de 52 e 53 anos, funcionárias da Junta, convenceram o presidente a ficar com o animal, disponibilizando-se para tratar dele aos fins de semana.

Francisco Laranjeira não teve dúvidas em acolher o animal, tendo inclusive formalizado um contrato para “assegurar que o animal é propriedade da Junta e um novo Executivo, que venha a assumir funções, tem inclusive de cuidar dele”, conta.

“O presente contrato de trabalho tem início no dia 8 de agosto de 2023 e durará pelo tempo de vida do segundo outorgante”, pode ler-se no documento, exposto na Junta e assinado pelo Executivo e pelo novo funcionário.

O presidente espera que “histórias como a do Boris sirva de inspiração e que outros Boris abandonados sejam adotados”. “Todos os dias há alguém que vem de propósito aqui à Junta só para fazer uma festa ao Boris”, acrescenta.

“Somos a família do Boris e ele trouxe uma alegria a este espaço que faz com que o tempo passe num instante”, resumiu Susana, contando que o cão “fica feliz da vida quando anda de carro”.

Desde a adoção do animal, que o patudo tem recebido vários presentes, como a cama, brinquedos, ração e biscoitos, e até “houve uma senhora que, inclusive, deu-lhe o lenço que traz ao pescoço, onde bordou o nome: Boris Baguim”, referiu Susana.

 

Related Images:

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE