Conecte-se connosco

Lazer

Cantores lusófonos animam Teatro Cerca de São Bernardo

Publicado

em

O mês de Outubro termina com muita animação no Teatro da Cerca de São Bernardo. Lei di Dai e Japa System (Brasil) e Prince Wadada (Angola), apresentam na quarta-feira, em concerto, o resultado da residência artística de três dias no TCSB. 

A Rádio Pessoas, a Blue House, o TCSB, o Salão Brazil e a Cena Lusófona propõem esta semana a segunda residência musical lusófona em Coimbra.

Depois do cantor e compositor brasileiro Mateus Aleluia, que se apresentou em Coimbra em junho, a nova residência junta na cidade três nomes grandes do “sound system”, que irão preparar em conjunto o concerto final, agendado para quarta-feira, dia 26 de outubro, às 19:00, também com a participação de músicos convidados.

Lei di Dai (Brasil) é cantora, compositora e MC. Começou sua carreira em 1999, com a banda “Camarão na Brasa”. Em 2005 iniciou a carreira a solo e assumiu o seu actual nome artístico, com o qual foi considerada “Rainha do Dancehall Ragga no Brasil” pela revista “Rolling Stone”, em 2006. A sua música “traz batidas dançantes com letras conscientes e positivas”. Concebeu o programa “Gueto pro Gueto Sistema de Som”, conjunto de eventos de “sound system” realizados na cidade de São Paulo, onde actua como MC.
Japa System (Brasil) cresceu na Bahia. Percussionista, integrou o grupo “Bahia Brasil”, além das bandas “Terra Samba”, “Timbalada”, “Mc DaGanja”, “Armandinho, Dodô e Osmar” e “BaianaSystem”. Nas suas actuações, utiliza “instrumentos electrónicos e orgânicos para a criação de possibilidades de comandos percussivos, executando diversos ritmos”.

Prince Wadada (Angola) confunde-se com a cultura dos soundsystems portugueses, sendo um ícone importante na história e na afirmação do reggae em Portugal. Ex-membro do projecto “Linha da Frente”, Wadada partilhou o palco com músicos como Gentleman & Far East Band, Melo D e Charly Shank Band. A sua carreira inclui ainda um vasto leque de participações em trabalhos de Kussundulola, Bad Spirit, Cool Train Crew, Eduardo Paim, Germaican Soundsystem, entre outros.

Os artistas vão trabalhar em conjunto no TCSB ao longo de três dias, preparando o grande concerto final de quarta-feira, ao final da tarde. O programa da residência, que prevê a participação de músicos convidados da cidade, inclui ainda um ensaio aberto à comunidade artística e ao público escolar da cidade (terça-feira, dia 25 de Outubro, às 15:00).

Segundo a Escola da Noite, as residências musicais lusófonas “têm o objectivo de valorizar a língua portuguesa como elemento de unidade e factor de coesão, principalmente junto das novas gerações. A sua programação contempla a fusão de diferentes estilos, ritmos e influências dos vários países da CPLP, incentivando a co-criação junto da comunidade de músicos e artistas locais e a integração artístico-cultural de crianças e jovens das escolas da cidade”.

Os bilhetes para o concerto custam entre 6 e 10€ e podem ser reservados pelos contactos habituais do TCSB.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com