Escolas

670 pessoas assinam petição pelo fim dos telemóveis nos recreios

Notícias de Coimbra com Lusa | 1 ano atrás em 11-05-2023

 O fim dos telemóveis nos recreios é o objetivo de uma petição com mais de 600 assinaturas que defende que as escolas devem ter um espaço reservado para os alunos deixarem os telefones durante o dia.

PUBLICIDADE

A petição ‘online’, intitulada “Viver o recreio escolar, sem ecrãs de ‘smartphones’!” contava, ao início da tarde de hoje, com 670 assinaturas defendendo mudanças “em prol da socialização das crianças nos recreios”.

Os subscritores querem que os telemóveis sejam proibidos nas escolas, devendo os estabelecimentos escolares passar a ter “caixas, cacifos ou armário próprio” para os alunos deixarem os equipamentos quando chegam à escola.

PUBLICIDADE

“Desta forma, os alunos continuam a poder contactar ou ser contactados pelos pais quando chegam à escola e passam a poder fazer atividades de recreio, mas sem utilizar o telemóvel”, lê-se na petição.

Para os subscritores, “o recreio é o espaço onde as crianças devem socializar. Ao existir a possibilidade de utilização deste tipo de equipamentos no espaço não letivo, nomeadamente no recreio, a socialização saudável diminui drasticamente”.

PUBLICIDADE

publicidade

PUBLICIDADE

publicidade

Além de considerarem que já existe uma alteração “dos padrões de socialização das crianças” por causa do uso desses equipamentos, acreditam que o fim dos telefones nos recreios iria diminuir “os casos de ‘cyberbullying e de contacto com conteúdos impróprios”.

Também nas salas de aula, os telefones devem ser substituídos por computadores para fazer trabalhos e pesquisas, defende a petição dirigida ao Presidente da Assembleia da República, primeiro-ministro, ministro da Educação e diretores escolares.

Related Images:

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE