Conecte-se connosco

Região

Ministro das Infraestruturas: Inauguração da Linha Guarda – Covilhã é “momento muito importante”

Publicado

em

O ministro das Infraestruturas disse hoje que a inauguração do troço da Linha da Beira Baixa entre Guarda e Covilhã, que esteve 12 anos encerrado, é “um momento muito importante” para o país e para a região.

“É um momento muito importante para o país, para esta região. Nós já podemos novamente fazer [de comboio, a viagem] Guarda – Covilhã – Lisboa, podemos fazer Covilhã – Vilar Formoso, Covilhã – Coimbra. É a justiça que o país está a fazer a esta região”, disse Pedro Nuno Santos aos jornalistas, na Guarda, antes de iniciar a viagem de comboio entre Guarda e Covilhã, integrada na inauguração do troço ferroviário que liga estas duas cidades da Beira Interior.

Antes de o comboio partir da estação da Guarda, pelas 12:00, o ministro referiu que a inauguração é “mais um momento importante” da nova aposta nacional na ferrovia.

O governante referiu, ainda, que as obras de modernização da Linha da Beira Alta já começaram e que o Corredor Norte também está em obra, reconhecendo que o Governo está a “iniciar uma grande revolução na ferrovia em Portugal e isso é muito importante”.

“Mas, verdadeiramente, são dois momentos marcantes. O investimento na ferrovia e o investimento no interior do nosso país. E é isso que nós fazemos, juntando a ferrovia e o investimento na coesão territorial”, declarou.

Segundo Pedro Nuno Santos, o comboio é um meio de transporte “barato”, é o meio de transporte “mais limpo”, “confortável” e “de futuro”.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, e a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, acompanhados do secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Delgado, fizeram a viagem de comboio entre Guarda e Covilhã, para assinalar a conclusão da modernização da Linha da Beira Baixa, seguindo-se, uma cerimónia, na estação da Covilhã.

O programa inclui, entre outros momentos, a apresentação da empreitada, pelo presidente da Infraestruturas de Portugal, António Laranjo, do presidente da CP – Comboios de Portugal, Nuno Freitas, do presidente da Câmara Municipal da Covilhã, Vítor Pereira, e do ministro Pedro Nuno Santos.

O troço ferroviário da Linha da Beira Baixa entre as cidades da Guarda e da Covilhã, que estava fechado desde 2009, reabriu no domingo ao serviço comercial após obras de requalificação e de eletrificação.

Segundo informação disponibilizada pela CP – Comboios de Portugal, com esta reabertura passa a existir uma “oferta integrada” dos serviços Intercidades e Regional das Linhas da Beira Baixa e Alta.

Para incentivar a mobilidade regional no novo percurso, o preço aplicado nas viagens entre as duas cidades “é sempre de tarifa Regional, quer os clientes viajem em Serviço Intercidades ou Regional”.

O investimento total no projeto de modernização do troço foi de cerca de 77 milhões de euros.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade [video width="1280" height="1280" mp4="https://www.noticiasdecoimbra.pt/wp-content/uploads/2020/11/banner-NDC-radioboanova.mp4" loop="true" autoplay="true" preload="auto"][/video]
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com