Conecte-se connosco

Região

EPTOLIVA incute motivação e superação nas pessoas com deficiência

Publicado

em

A EPTOLIVA – Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil promoveu o evento “Desporto Con(Vida) – Deixa-te Incluir”, no âmbito da celebração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Segundo divulga a escola, tratou-se de uma iniciativa que pretendeu, através do Desporto Adaptado e na persecução da universalidade e da igualdade no acesso de todos os cidadãos ao desporto, sensibilizar a comunidade escolar, para uma maior compreensão dos assuntos relativos à deficiência”.

A ação visou ainda “promover a mobilização para a defesa da dignidade, dos direitos e do bem-estar, permitindo a igualdade de oportunidades no que diz respeito ao livre acesso ao desporto e, de igual modo, promover a interação e integração de pessoas com deficiência na sociedade.

Organizada pela Equipa Multidisciplinar de Apoio à Educação Inclusiva (EMAEI) em articulação com o Grupo Disciplinar de Desporto e Educação Física da EPTOLIVA, esta iniciativa decorreu no Pavilhão Municipal de Oliveira do Hospital.

Contou com a participação e respetiva demonstração do trabalho realizado pelas equipas do Parahóquei, da ARCIAL – Associação Para Recuperação de Cidadãos Inadaptados de Oliveira do Hospital e do Boccia, da Santa Casa da Misericórdia de Galizes, duas instituições locais de reconhecido trabalho social que evidenciam, através do Desporto Adaptado, que a deficiência não constitui uma barreira para muitas atividades diárias, nomeadamente a prática desportiva, desde que haja motivação e vontade de superação.

Segundo a escola, “foi este o propósito trazido à sensibilização dos alunos para as diferenças de cada um, em particular, assim como desenvolver atitudes de cooperação, interajuda e respeito pelo próximo na tomada de decisões, onde a importância do desporto adaptado se assume como veiculo promotor de integração social, inclusão e igualdade de oportunidades de participação para as pessoas com deficiência.

Para o efeito, foi devidamente testemunhado pelos treinadores das respetivas equipas de Parahóquei e de Boccia o enquadramento de atletas com deficiência nas modalidades desportivas e as características que tornam único, o desporto adaptado, de forma a conseguir maximizar os resultados finais deste trabalho.

Parabenizando a EPTOLIVA pela organização desta iniciativa, Nuno Ribeiro, vereador do Desporto e Juventude no Município de Oliveira do Hospital, realçou a missão da EPTOLIVA e das instituições convidadas, como exemplos de entidades que fomentam o desporto social. Para o autarca, o desporto adaptado, tal como todo o desporto, deve ser analisado numa perspetiva de grau ou nível de desenvolvimento, e que “deve ser assumido como um modelo cultural total que respeita as limitações dos seus atletas”. “

“A EPTOLIVA agradece e reconhece a ARCIAL e a Santa Casa da Misericórdia de Galizes pelo trabalho que fazem e cujos resultados comprovam termos, hoje aqui verdadeiros campeões a nível regional e nacional”, salientou Daniel Dinis Costa, presidente da ADEPTOLIVA, para quem a celebração desta temática não “deve ser um só dia, mas sim todos os dias do ano.

Todos nascemos com os mesmos direitos e por isso todos deveremos ter as mesmas oportunidades, independentemente da nossa condição física. É com a ações concretas como estas que nos permitem consolidar a cada dia, a construção de um ambiente escolar mais inclusivo, tal como preconiza a Agenda 2030 no que concerne aos direitos das pessoas com deficiência: não deixar ninguém para trás”.

Continuar a ler
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
close-link
close-link
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com